Goiás x Remo como aconteceu - resultado, destaques e reação

Nesta terça-feira (10), no confronto entre Goiás x Remo, válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, as equipes optaram por um estilo de jogo mais agressivo, resultando no empate em 1 x 1. De um lado, o Esmeraldino, buscando a recuperação na competição, abriu o placar com Nicolas. Em contrapartida, o Leão Azul não desperdiçou a chance mais clara que teve. Assim, de pênalti, Renan Gorne empatou nos minutos finais.

Assista aos melhores momentos de Goiás x Remo

1º TEMPO: REMO MAIS PERTO DO GOL

A princípio, logo aos 2′, Matheus Oliveira finalizou, mas sem perigo. O time goiano respondeu rapidamente com Alef Manga, que parou em Vinicius. Entretanto, quem levou mais perigo ao gol foram os visitantes, com Erik Flores e Victor Andrade. Já os mandantes pouco fizeram para alterar o placar.

2º TEMPO: EMPATE ELETRIZANTE

A etapa complementar começou diferente. Em escanteio, David Duarte obrigou o zaga adversária a tirar em cima da linha, na sobra Nicolas bateu pressionado, o que facilitou a defesa do guarda redes. Após insistências, aos 17′, o algoz do time paraense, Nicolas, tirou o zero do placar em bela jogada individual.

O que parecia ser uma vitória, transformou-se em um pesadelo quando Tadeu cometeu pênalti aos 38′ da reta final. Na cobrança, Renan Gorne, que havia acabado de entrar, igualou o duelo. Nesse sentido, jogou um balde de água fria aos comandados de Marcelo Cabo. Além disso, sobrou para Dadá ser expulso, aos 44′, após reclamações.

GOIÁS X REMO – E AGORA?

Em suma, com o empate, o Goiás cai para a 6ª colocação na Série B. Entretanto, possui o mesmo número de pontos dos dois colocados a sua frente. Do contrário, o Remo continua na outra metade da tabela, ocupando a 13ª posição.

Por fim, o Esmeraldino receberá o Guarani nesta sexta-feira (13), às 19h (horário de Brasília), em busca da recuperação na competição. Um pouco mais tarde, o Leão Azul enfrentará o Vasco da Gama, às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Evandro Almeida, com o objetivo de subir na tabela.

Foto destaque: Divulgação/Heber Gomes/AGIF

André Merice
A paixão pelo esporte me fez escolher a profissão. A experiência como atleta não foi como o esperado. Então, procurei algo em que me encaixasse. E o Jornalismo foi a primeira opção! Falar já é bom, quando o assunto é futebol, se torna melhor ainda.