Gilmar Rinaldi revela problemas com Neymar na seleção

- Ex-coordenador da seleção falou sobre as dificuldades em relação ao astro da camisa 10
Gilmar Rinaldi

Gilmar Rinaldi concedeu entrevista à ESPN já em 2021 e, em primeiro lugar, falou sobre os desafios em relação a Neymar com a seleção brasileira. Para esclarecer, Rinaldi esteve no cargo de coordenador da Canarinho entre 2014 e 2016 na “Era Dunga”, onde viu a seleção disputar a Copa América, em 2015, e a Copa América Centenário, em 2016. Na mesma linha, Neymar foi assunto nessas duas competições, mas de forma negativa.

Em suma, no ano de 2015, Neymar foi expulso contra a Colômbia e ficou de fora da competição após punição da CONMEBOL. Já em 2016, o Barcelona – time onde Neymar jogava naquela época – o liberou para jogar apenas uma competição naquele período, e o craque escolheu jogar apenas as Olimpíadas do Rio.

Além disso, o craque também recebeu a braçadeira de capitão na época em que Dunga era treinador. A ideia era elevar o grau de responsabilidade do jogador. Entretanto, foi justamente nesse período em que ele foi expulso da Copa América de 2015 após agredir Murillo, da seleção colombiana, e a enxurrada de críticas acabou sendo maior. Em segundo lugar, Rinaldi falou que os problemas enfrentados não eram apenas com o próprio jogador, mas também com a família.

“Muitas reuniões, muitas dificuldades, agendamentos, porque as coisas não estavam andando mesmo. Temos pensamentos bem diferentes em uma série de coisas. Você ser o craque, ser a referência, muitas vezes você também tem que dar exemplo ou pelo menos chegar próximo disso. Não adianta ficar enrolando, nós tivemos dificuldades com ele, com a família. Eu cumpri minha função de diretor. Não é o que o Gilmar fez, fiz o que tinha a obrigação de fazer, de quem estava no cargo.”

Foto destaque: Reprodução/Rafael Ribeiro/CBF

Victor Bezerra
Victor Bezerra
Desde o início da adolescência sempre fui apaixonado pelo jornalismo. De cara, eu já sabia que iria gostar disso? Até porque não é todo jovem que acorda cedo pra assistir o Bom Dia Praça né? Estou no 2º semestre da faculdade e a minha primeira experiência na área está sendo aqui no Futebol na Veia. Me identifico bastante com a área de jornalismo voltado a falar sobre os problemas da comunidade e com a área esportiva em especial o futebol. Meus objetivos sem dúvidas, são de trabalhar em uma grande emissora e ascender profissionalmente. Personalidade? Organização, responsabilidade e vontade de conversar com outras pessoas definem o "Victor".

Artigos Relacionados

Topo