Em momento de reformulação do elenco, garotos da base ganham espaço na Ponte Preta. (Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress)

Antes de mais nada, em momento de reformulação do elenco, a Ponte Preta contou com a liberação de importantes jogadores, como Ednei e Fabio Sanches, zagueiros. Do mesmo modo, o meia Camilo, o atacante Rodrigão e o lateral-esquerdo Rafael Santos, garotos da base, ganham espaço na equipe.

Vale lembrar que a Ponte tem uma grande história – a nível de revelar atletas. Por outro lado, um dos garotos que está ganhando oportunidades é Pedrinho. Tal como, o atacante, que tem apenas 19 anos, marcou o gol da vitória, por 3 x 2, sendo o seu primeiro tento como profissional.

Dessa maneira, em vídeo divulgado pela PonTV, Pedrinho afirmou: “Eu falei que ia entrar e ia virar o jogo estava 2 x 0 ainda”.

Logo, outra novidade foi o zagueiro Douglas Mendes, o DG, atleta de apenas 17 anos. Assim como, o jovem jogador está integrado ao elenco da Macaca desde junho. Ou seja, o defensor entrou em campo pela primeira vez no time principal aos 20 minutos do segundo tempo:

“Para mim foi realizar um sonho de criança. Eu sempre assistia grandes jogadores na televisão e naquele dia pude ter o prazer de entrar em campo com o meu time, e com o Brasil todo me assistindo jogar. Realizei não só o meu sonho, mas também o sonho de muitas pessoas que estiveram comigo nesse processo e confiaram no meu trabalho”, comemora o garoto, que entrou no jogo aos 20 minutos do segundo tempo e teve uma boa atuação”.

Tal como, o jogo serviu para o técnico Gilson Kleina dar maior minutagem e analisar os garotos da base da Macaca. Dessa maneira, todos estão dando conta do recado. Do mesmo modo, enquanto o futuro segue sem definição, esses jovens atletas seguem se destacando na Ponte Preta.

Foto destaque: Álvaro Jr./PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs