Com tropeços recentes na Série B do Brasileirão, o Avaí também precisa lidar com problemas fora de campo. Isso porque, no último domingo (6), torcedores do clube flagraram Ralf em um bar em Florianópolis. Além dele, Ronaldo, Jonathan e Airton também estavam presentes, com o último, inclusive, tendo sido atingido com dois socos na cabeça. O vídeo com a cobrança por parte de integrantes da Mancha Azul viralizou nas redes sociais.

A principal cobrança acaba sendo relacionada ao fato dos jogadores estarem em lugar público, com riscos de infecção do novo coronavírus. Vale lembrar que Ralf não vem atuando pelo time por conta de lesão na coxa esquerda. Desde o começo de dezembro longe da equipe, a previsão de retorno é de 15 dias. Com isso, o volante só deve voltar ao time em 2021.

Em nota oficial enviada ao GE, a diretoria se posicionou sobre o ocorrido:

“O clube está avaliando os fatos que chegaram ao conhecimento e marcou para o início da tarde uma reunião com dirigentes do futebol e do jurídico para analisar a situação e definir qual posição a ser tomada”.

Situação do Avaí

A fase do time não é das melhores. Isso porque após o empate contra o Operário-PR, fora de casa, pelo placar de 1 x 1, o Leão da Ilha chega ao terceiro jogo seguido sem vitória (um empate e duas derrotas). Dessa forma, a equipe se afastou dos primeiros colocados e está na 9ª posição, seis pontos atrás do Cuiabá, 4º colocado. Devido a má campanha recente, a torcida vem apertando o cerco em cima dos jogadores. A pressão é tanta que Geninho pediu demissão logo após a partida no Paraná.

Além do tropeço fora de casa, a torcida cobra muito a derrota do último dia 30 de novembro contra o Oeste. Isso porque o Avaí fez uma péssima partida e perdeu para o lanterna pelo placar de 3 x 0. Dessa forma, o jogo contra a Chapecoense, na próxima terça-feira (8), ganha ares de final. Uma vitória contra o líder da Série B faz com que o Leão da Ilha encoste novamente nos líderes. Mas uma derrota em casa pode fazer o time se distanciar ainda mais do bloco de cima.

Foto destaque: Divulgação/André Palma/Avaí

Flavio Rodrigues
Flavio Rodrigues
Apesar de não ser formado, sempre admirei a capacidade dos jornalistas em poder informar o público e despertar a reflexão e o senso crítico nas pessoas. Adoro falar e debater sobre esportes e acredito que como formadores de opinião, temos a obrigação de passar fatos aos leitores. Apesar disso, gosto muito de fazer textos opinativos, como análises táticas ou mesmo temas polêmicos, como o retorno do futebol na pandemia. Sou colaborador dos sites PlanetaGol (desde 2008) e Torcedores.com (2018), com foco maior no futebol em geral, mas no segundo tive experiências com matérias abordando outros esportes , entrevistas com atletas, dirigentes e pessoas envolvidas com o esporte (como especialistas em marketing) e cobertura de eventos presencialmente. Anos atrás tive um projeto chamado Buteco de Futebol, em conjunto com dois amigos. O foco era no lado mais torcedor. com cada um falando do seu time e valorizando a rivalidade sadia. Além de um podcast semanal, cada integrante escrevia textos sobre seu time. Há cerca de um mês, fui convidado por um amigo para um projeto chamado Futejotas, onde falo sobre o Corinthians. O formato nesse caso é mais visual, com vídeos que são publicados no canal do YouTube e alguns que gravo diretamente no Instagram.

Artigos Relacionados