Contudo, mesmo sem ter o retorno financeiro que a receita dos jogos com torcida resultam, o presidente do Remo, Fábio Bentes destacou em coletiva a evolução no quesito contratação. Além disso, foi afirmado que todos estão de olho no mercado da bola, ao passo que é preciso focar nos jogadores que podem ajudar e não aqueles que estão parados ou contudidos.

Estamos com uma capacidade de investimento aquém do que poderíamos ter, mas ano que vem acredito que vamos ter uma capacidade maior e vamos ter que saber gastar melhor. Dessa forma, estamos vindo de um processo de amadurecimento. Temos minimizados os erros. Estamos contratando menos e dispensando menos, isso se reflete dentro de campo”, explica Fábio Bentes.

Foto: Ivan Duarte/O Liberal

Tathiane Marques
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.