Uma suposta decisão da Conmebol, divulgada  nessa quinta-feira (05), deu o que falar no mundo da bola. Trata-se do retorno da Super Copa Sul-Americana, torneio de grande sucesso no passado. Posteriormente, em diversos meios de comunicação, foi taxado que o presidente da entidade Alejandro Domínguez, estaria interessado em seu retorno e nesse ínterim, estaria estudando junto a cúpula, a volta da competição.

Em suma, tratando-se de suposições, a versão de 2020 contaria com 25 equipes latinas campeãs da Libertadores, onde o prêmio principal, além do título do torneio, seria uma vaga para o Mundial de Clubes. Entre os supostos brasileiros participantes, Flamengo, Vasco, Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos, Grêmio, Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG, representariam o Brasil. Enquanto do lado de nossos países vizinhos, os argentinos, Boca Juniors, River Plate e Estudiantes, os uruguaios, Peñarol e Nacional, além do colombiano, Atletico Nacional.

ADAPTAÇÃO AO CALENDÁRIO DA CBF

Com a aparente proposta da Conmebol em reviver a Super Copa, a adaptação ao calendário da CBF se torna um desgastante aos clubes brasileiros. De exemplo, o atual campeão do Campeonato Brasileiro e Libertadores, Flamengo. Simultaneamente para 2020, o time poderá disputar até sete campeonatos, entre esses: Carioca, Brasileirão, Libertadores, Re-Copa, Copa do Brasil (a partir das oitavas), Sul-Americana e Super Copa do Brasil.

Desse modo, surge a dúvida da onde a entidade encaixaria a grade da competição. Todavia, a mesma confirmou que são apenas suposições, ou seja, nada concreto. Dessa forma, segue indefinido os critérios de classificação para o Mundial de Clubes de 2020.

TBT SUPERCOPA

Com 10 edições integradas entre os anos de 1988 a 1997, a Super Copa Sul-Americana foi uma competição bastante popular no futebol latino. Posteriormente, reunia clubes que haviam sido campeões de edições anteriores da Libertadores. Eventualmente, o vencedor disputava a Re Copa Sul-Americana junto ao campeão da Libertadores daquele ano.

A primeira edição foi vencida pelo argentino Rancing que venceu o Cruzeiro em agregado de 3 x 2. Inclusive, o clube mineiro é o melhor brasileiro no torneio, sendo campeão duas vezes. De certo, são seis títulos da Argentina, três do Brasil e um do Paraguai.

Apesar de ser considerada importante, a Supercopa sofreu duras criticas por conta de seu critério de participação. Tudo por que não dependia apenas de um titulo da Libertadores, sendo assim, não selecionava os melhores times do momento. De exemplo, o Palmeiras, considerado um dos grandes times da década de 90, de antemão nunca participou da competição por motivos de até o momento não ter um título da mesma.

Outra regra que também sofria repudias, era o fato de clubes da segunda divisão de seus respectivos campeonatos participarem da grade, como o caso de Grêmio,  Estudiantes e Rancing, que disputavam a série-b na época. Todavia, a partir de 1998 foi substituída pela Copa Mercosul, que consequentemente mais tarde, seria substituída pela Copa Sul-Americana em 2002.

Karine Gommes
Karine Gommes
Se o céu é o limite, então voe, irmão! Sou jornalista em formação do 7° semestre pela Universidade Cruzeiro do Sul. O jornalismo surgiu em minha vida, quase que simultaneamente, com a minha paixão por esportes. Necessitava viver aquilo. Assim, fui atrás. Conforme conhecia o profissão, pude visualizar quão ampla é. Apesar de ser apaixonada por esportes, eu quero vivenciar todas as vertentes que o jornalismo me proporcionar. Estou aqui para fazer jus ao meu grande sonho. Prazer, sou Karine Gommes ;)

Artigos Relacionados