Estrela vai brilhar novamente?. (Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Antecipadamente a estrela vai brilhar mais uma vez? Simultaneamente com uma lista de defesas especiais de Ivan pela Ponte Preta, o craque alcançará no jogo contra o Guarani a marca de 151 jogos oficiais pelo time. Por outro lado cria das categorias de base, o goleiro nas quatro últimas temporadas, é o maior destaque individual da Macaca. De tal forma que o camisa 1 tornou-se intocável.

Além disso com convocações à Seleção Brasileira Olímpica e principal entre 2019 e 2020. Assim como o atleta ficou fora entre novembro de 2020 e julho de 2021, devido a uma cirurgia ligamentar no punho direito. Do mesmo modo o alto destaque de Ivan fez a Ponte Preta relembrar os ídolos Aranha, Carlos Gallo, Sérgio Guedes e Waldir Peres. A saber muitos defenderam a Seleção Brasileira em Copa do Mundo.

Ocasionalmente o camisa 1 sofreu 141 gols em 150 participações desde profissionalização no Estádio Moisés Lucarelli. Ainda mais que a Ponte tem, de acordo com última entrevista do presidente Sebastião Arcanjo, 60% dos direitos econômicos do camisa 1. Ou seja, o 40% são divididos entre outras partes, não especificadas oficialmente.

Estrela vai brilhar? Confira a lista de defesas especiais para o goleiro

  • 17/01/2018: Corinthians 0 x 1 PON – Paulistão
  • 02/11/2019: América-MG 0 x 0 PON – Série B
  • 30/09/2020: Cruzeiro 3 x 0 PON – Série B
  • 06/10/2020: Ponte Preta 2 x 0 Guarani – Série B
  • 22/08/2021: PON 3 x 0 Brusque – Série B

“A gente trabalha sempre na intenção de não sofrer gols e de ajudar a equipe. Naquela partida contra o Brusque, eu fui bastante acionado. Pude fazer algumas defesas e, em especial, uma próxima do final do jogo, em um escanteio”, relembra.

Nesse interim a Ponte Preta segue se preparando para o dérbi 201. Além disso sobre a situação de Moisés que pode ser dúvida do time para o elenco. Em conclusão o jogo entre as equipes acontece na próxima sexta-feira (17), no Moisés Lucarelli.

 

(Foto destaque: Diego Almeida/PontePress)

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Deixe um comentário