Equador e Chile empataram sem gols pelas Eliminatórias da Copa (Foto: Divulgação/Selección Chilena)

Neste domingo (5), Equador x Chile entraram em campo em partida válida pela 6ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022. Assim, em um jogo fraco tecnicamente, as seleções empataram em 0 x 0. Como consequência, os Equatorianos se mantiveram no grupo de classificação ao Mundial do Catar.

Assista aos melhores momentos de Equador x Chile

Em breve.

1º tempo: bolas paradas dão ritmo ao jogo

Inicialmente, as seleções fizeram um confronto bastante movimentado. No entanto, de uma fraqueza técnica, as melhores chances vieram de lances de bola parada. Assim, aos 14′, após cobrança de falta pela direita, Moisés Caicedo cabeceou forte em jogada do Equador e obrigou o goleiro chileno a fazer grande defesa. Em seguida, aos 33′, o Chile respondeu na falta de Aránguiz, Paulo Díaz chegou cabeceando pela linha de fundo.

2º tempo: mesmo com um a mais, Chile não marca

Na volta do intervalo, o Equador iniciou em busca do primeiro gol. Logo, aos 2′, Caicedo conduziu pelo meio e arriscou de fora da área, o goleiro chileno caiu para fazer a defesa. Na sequência, Caicedo arriscou mais uma vez de fora da área e Bravo espalmou para o lado. Dessa forma, após a expulsão de Sornoza, o Chile cresceu na partida, mas as chances criadas não foram traduzidas em gol.

Equador x Chile – E agora?

Dessa forma, com o resultado, o Equador sobe um posto e chega a 3ª posição, com 13 pontos. Já o Chile também segue na 7ª colocação, com sete pontos, cinco a menos que o Uruguai, primeiro clube do G4. Agora, na próxima rodada, os Equatorianos visitam o Uruguai, na quinta-feira (9), às 19h30 (horário de Brasília). Enquanto que os Chilenos viajam para enfrentar a Colômbia, no mesmo dia, mas às 20h (horário de Brasília).

Foto Destaque: Divulgação/Selección Chilena

Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Deixe um comentário