Noite de festa para os torcedores do Santa Cruz, que lotaram o Arruda e viram a equipe pernambucana vencer o Operário-PR por 1×0 o jogo de ida das quartas de final da série C. Agora, com vantagem mínima, os corais estão a um empate em Ponta Grossa para conquistarem uma das vagas na série B 2019. Vitor fez a festa dos pouco mais de 49 mil torcedores que compareceram ao estádio.

Santa Cruz 1 x 0 Operário

Com maior posse de bola e aproveitando os espaços, o Santa Cruz começou melhor a partida. O Operário investia nos contra-ataques, mas nenhum levava perigo ao gol de Ricardo. O Santa chegou a assustar nas bolas paradas com Jailson e RobinhoCarlinhos Paraíba fez o goleiro Simão trabalhar. Após uma cobrança de Artur, Bruno Batata colocou a mão na bola mas recebeu apenas o amarelo. Na segunda cobrança, mais de perto, Vítor não desperdiçou e fuzilou o ângulo esquerdo do Fantasma para abrir o placar e explodir o Arruda.

O gol da vitória saiu aos 45 minutos do primeiro tempo (Reprodução/Alexandre Gondim)

O Operário voltou disposto a empatar o jogo e fez Ricardo Ernesto trabalhar logo no início do segundo tempo. Cleiton bateu com perigo e o camisa 1 fez ótima defesa. O Tricolor passou a buscar os contra-ataques e Arthur também assustou em um chute de fora da área. Em dois lances inacreditáveis, o Operário perdeu chances claras e não conseguiu empatar. Primeiro, com Bruno Batata, que finalizou na pequena área, mas errou. Depois, com Robinho, que chutou por cima. A última chance do jogo esteve nos pés de Jailson, mas Simão pegou bem. Apesar das chances, o placar de 1×0 seguiu inalterado, para delírio e festa dos torcedores no Arruda.

https://twitter.com/SantaCruzFC/status/1031308957787279363

Próximo confronto

Santa Cruz e Operário voltam a se enfrentar no próximo domingo (26), às 15h, no Estádio Germano Kruger, em Ponta Grossa. O Santa tem a vantagem do empate. Qualquer vitória simples do Operário-PR leva o jogo para os pênaltis. O Fantasma precisa de uma vitória de dois ou mais gols para subir à Série B. Vale lembrar que não existe mais o critério de gol fora de casa como desempate.

Melhores momentos

Iago Almeida
Iago de Almeida Silva. Nasci em Seritinga, interior de Minas Gerais, e moro em Varginha, também em Minas. 26 anos. Formado em Jornalismo pelo Centro Universitário do Sul de Minas - UNIS. Quando pequeno, queria aparecer em câmeras; na faculdade, conheci as áreas que envolvem a profissão escolhida; formado, não recuso e não tenho medo de desafios; e, acima de tudo, amo as palavras e o amplo conhecimento por trás delas. Uma frase que me motiva: "O futuro não se encaixa nos contentores do passado" - Rishad Tobaccowala".