Eder fala em jogar Libertadores pelo São Paulo: "Para o torcedor do São Paulo, tem um significado a mais" (Foto: São Paulo)

Nesta quarta-feira (31), o São Paulo apresentou o atacante Eder como reforço até dezembro de 2022. Em suma, o novo camisa 23 falou sobre a diferença dos treinamentos da China e na Itália, onde teve suas últimas passagens. Assim, acredita que na Ásia trabalhou até mais que no Velho Continente.

“Acho que a diferença que tem da Europa para a China é um pouco a visibilidade. Na Itália, se tem mais acesso a jogos. Mas eu treinava mais na China do que na Inter de Milão. A comissão técnica era de romenos, era considerado o Mourinho na Ásia. Nível muito bom de treinos. O Hernanes voltou da China em 2017 e foi bem boa (a passagem). É a questão do sacrifício, de você ter a vontade de se cuidar, com treino forte, alimentação”, afirmou Eder.

EDER MIRA LIBERTADORES

Além disso, o atacante vive a expectativa de disputar a Libertadores com a camisa do clube. Assim, afirmou que a química do São Paulo com a competição pesou na sua decisão.

“A Libertadores é como jogar a Champions League. Para o torcedor do São Paulo, tem um significado a mais. É um clube acostumado a esse tipo de jogo, acostumado a ganhar essa competição. Foi um dos motivos da minha escolha de jogar no São Paulo, a experiência de jogar a Libertadores”, confessou.

Por fim, mostrou confiança para a temporada e avaliou esse início de trabalho no clube, do técnico Hernán Crespo e do elenco.

“Pelos primeiros contatos que tive com o Crespo e o grupo, ele gosta de muita intensidade. Treinos intensos, de muita pressão. O grupo está seguindo neste sentido. O grupo está trabalhando muito bem. Lá na Europa, tem a parte de várias fases durantes os jogos, de pressão ou menos pressão, e ele está trabalhando muito. O grupo tem muita qualidade, e acho que com os meninos, os mais jovens, tendo esse tipo de qualidade com a intensidade que pede o Mister, o São Paulo pode fazer um grande ano”, completou.

Veja mais do São Paulo 

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada.
http://www.radioprado.com.br