Rojas com a camisa do São Paulo (Foto: São Paulo)

Joao Rojas tem sido um dos principais destaques do São Paulo no início da temporada. Todavia, o jogador esteve perto de deixar o clube no início do ano por não estar nos planos de Fernando Diniz. Em suma, Muricy Ramalho concedeu entrevista ao canal do Youtube dos jornalistas Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi e relatou os motivos do ”fico” do equatoriano.

“Esse é um cara especial, vou contar os bastidores. Os tipos de treinamentos de hoje são de campo reduzido, muita pegada, intenso. Ele, nesse sentido, é um pouco prejudicado. É um cara de velocidade, nesse treinamento estava morto. Não é de toque, parar a bola”, disse Muricy.

“Aí fizeram treinamento no time da base. Aí começou a disparar para lá, para cá, velocidade, dribles, aí falei ‘caramba, estamos procurando o cara, olha ele aqui, do nosso lado ainda'. Ainda jogou do meu lado”, afirmou.

Como resultado, Rojas marcou dois gols no início do Campeonato Paulista. Dessa maneira, marcou de pênalti contra a Inter de Limeira e fez de cabeça na derrota para o Novorizontino.

“Daí eu pensei, caramba, vamos dar oportunidade para ele. Estava para acabar o contrato, chamamos e perguntamos se aceitava de três meses, porque quero que mostre pro Crespo se é bom ou não, mas teve duas operações muito graves, não pode desistir do jogador. Ele ficou no São Paulo por causa desse treino”, completou.

Veja mais do São Paulo 

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada.
http://www.radioprado.com.br