Douglas em ação pelas categorias de base da Ponte Preta (Foto destaque: Divulgação)

De antemão, Douglas, jovem atleta ganha chance entre os profissionais da Ponte Preta. Ou seja, após as lesões de Fábio Sanches e Rayan. Assim também o futebolista tem 17 anos e 1,89m.

Assim também o zagueiro foi promovido ao elenco principal. Por outro lado deverá ser relacionado pela primeira vez entre os profissionais neste sábado (14) quando a Macaca encara o Confiança, às 16h, no Majestoso. Simultaneamente o atleta está animado:

“Estou muito feliz. É sempre uma experiência muito boa, aprendo muito com os jogadores mais experientes. É uma excelente oportunidade para crescer. Quando o professor Kleina achar necessário, estarei à disposição. Estou aqui para ajudar”  disse o defensor

Da mesma forma também conhecido pelo apelido de DG disputou o Campeonato Brasileiro de Aspirantes e também participa do Paulista sub-20 pela Ponte.

Por outro lado o futebolista  estava relacionado para o duelo contra o Amparo, na última quinta-feira (12). No entanto, foi chamado para treinar com o profissional diante dos problemas de Fábio Sanches e Rayan. Ainda mais que além deles, Ednei, em transição física, não está apto para atuar.

Assim também, os únicos zagueiros disponíveis para Kleina eram Cleylton, Thiago Lopes e Gustavo Cipriano. Do mesmo modo os dois primeiros devem formar a dupla titular.

Douglas

Desde já quando chegou à Ponte, em 2019, com 14 anos, o defensor sempre atuou (pelo menos) uma categoria acima, sendo capitão do sub-15 e do sub-17, e é tratado no Majestoso como uma joia.

Em suma, o contrato vai até 31 de janeiro de 2024 e existe o interesse de uma renovação,  por conta da multa rescisória, que é considerada baixa atualmente para o potencial do atleta.

Em conclusão, natural de Tocantins, em Minas Gerais. Bem como DG começou no Itararé, time da cidade onde cresceu, no interior de São Paulo. Do mesmo modo passou um tempo em avaliação na base do Cruzeiro e voltou para o Itararé antes de chegar à Ponte.

 

Foto destaque: Divulgação

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs