Dois desfalques certos para a partida contra o Vila Nova. (Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress)

Inicialmente para a partida no próximo sábado (2) entre Ponte Preta contra o Vila Nova, em casa terá dois importantes desfalques da campanha de reação na Série B. De maneira que um dentro e outro fora de campo.

Assim também Ivan, goleiro recebeu o terceiro cartão amarelo, enquanto o técnico Gilson Kleina foi expulso na derrota por 2 x 1 para o CSA, na última quarta-feira (22). Ocasionalmente com a suspensão da dupla, Ygor Vinhas é o substituto natural de Ivan no gol, e Fabiano Xhá é quem provavelmente ficará à beira do campo no comando do time.

Juntamente com isso outras trocas na equipe titular dependem de opções técnicas de Kleina e também da parte física do jogadores. Do mesmo modo mesmo com os dois desfalques certos Rodrigão, ainda em recuperação de dores na garganta, não deve ficar à disposição. Da mesma forma os zagueiros Ednei e Thiago Lopes, também entregues ao departamento médico.

De maneira que expectativa fica em relação ao possível retorno de Rayan à zaga e também à disputa por vagas no meio campo. Por outro lado entre os volantes André Luiz, Léo Naldi, Lucas Cândido e Marcos Júnior.

Dois desfalques

Em suma, o time reservou a quinta-feira (30) para a volta a Campinas. Bem como o elenco alvinegro realizará apenas um treino, na sexta-feira (1), antes de enfrentar o Vila Nova.

Em conclusão é um confronto direto entre times que tentam se distanciar da zona de rebaixamento. Ou seja, O Vila tem 33 pontos, na 13ª colocação. Já a Ponte aparece logo abaixo, na 14ª, com 32 pontos. A atual distância da Macaca para o Z-4 é de cinco pontos.

Vale lembrar que o histórico traz 21 confrontos entre as equipes. Eventualmente imagino que já se conhecem bem: duelos pelo Brasileirão, série B e Copa do Brasil. Simultaneamente 10 vitória para a Macaca, 4 para o Tigre e 7 empates. Assim também 0x0 foi o resultado da rodada no primeiro turno   na partida realizada em Goiás.

Além disso o primeiro jogo foi registrado em 02.02.1985 pelo grupo D do Brasileirão e a Ponte venceu por 2×1.

 

(Foto destaque: Álvaro Jr/ PontePress)

 

 

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs