Ricardo Catalá

Na última semana, o Operário-PR teve momentos de grandes mudanças na equipe. Em síntese, o clube demitiu Matheus Costa e contratou um novo treinador para compor o grupo. A saber, Ricardo Catalá é o novo técnico do Fantasma. Contudo, muito é esperado para esse novo momento. Afinal, o plantel chega no seu oitavo confronto sem vitória e se aproxima mais do Z-4 do que o G-4.

NOVO TÉCNICO: RICARDO CATALÁ

Da semana passada para hoje, a equipe do Fantasma tem enfrentado momentos de transformações no clube. Afinal, além da inconstância de vitórias, o grupo ainda teve que enfrentar a troca de treinador. A saber, Ricardo Catalá é o novo técnico do plantel.

Em suma, o técnico de 39 anos, é formado em Educação Física, Psicologia Esportiva e pós-graduado em Gestão do Esporte. Além disso, Catalá possui passagens pelos clubes: Barcelona, Zaragoza, Espanyol, Corinthians, São Paulo e Audax. Ainda mais, Red Bull Brasil, Mirassol, Guarani e São Bernardo.

Vale ressaltar, no Mirassol o então técnico obteve seus melhores resultados. Afinal, em 2020 levou a equipe até as semifinais do Campeonato Paulista e foi eleito o melhor treinador do Campeonato Paulista 2020. Já em 2021, foi Campeão do Campeonato Paulista A2 pelo São Bernardo. Além disso, deixou o clube na liderança da Copa Paulista, antes de assumir o Operário.

MAIS E AGORA, CATALÁ?

Não é novidade que a equipe do Fantasma não anda nada bem no campeonato. Em síntese, o principal desafio do novo treinador é retomar a confiança do elenco e, consequentemente, renovar as esperanças e construções de vitórias do clube que vêm de oito confrontos sem triunfo. Ou seja, o Operário é o 13º colocado, com 34 pontos.

Ademais, está mais perto da queda do que do acesso. Em outras palavras, a sua distância para o G-4 é de 14 pontos. Enquanto isso, para o Z-4 é de apenas quatro. Ainda mais, é o clube com a quinta pior defesa da temporada. Ou seja, têm a média de 34 gols sofridos.

Dessa forma, o técnico Catalá terá grandes desafios já nos próximos dias. Em suma, poderá mostrar um pouco do seu trabalho com a camisa alvinegra já nesta quarta-feira (6), às 16h, contra o Brasil de Pelotas. Afinal, a partida está valendo a 29ª rodada do Brasileirão Série B.

Foto Destaque: Reprodução/Gabriel Tha/OFEC

Amanda Scarlatt
Amo poder ter o jornalismo como a minha maneira de expressão. Sou apaixonada pelo meio digital e tudo que podemos construir nele na comunicação. Acredito fielmente na essência de uma boa matéria jornalística: a investigação. Afinal, independente da sua editoria e formato, o jornalismo pode mudar vidas. Enfim, VIVA O JORNALISMO!