Cruzeiro: planilhas escancaram rastros de cortesias em meio à crise

- Documentos revelam quase 200 mil ingressos distribuídos na última gestão do clube
Cruzeiro: planilhas escancaram rastros de cortesias em meio à crise

Na mesma data em que publicou um compêndio sobre as investigações da Kroll, uma planilha criada internamente pelo Cruzeiro mostrou um grande rastro de cortesias. Mais de 80 mil ingressos foram distribuídos em dois anos de gestão do ex-presidente Wagner Pires de Sá. Assim sendo, foram mais de 200 mil ingressos oferecidos durante o período. Sendo que a maioria deles foram entregues em 2019.

De acordo com a sindicância aberta pelo clube, somente em 2018 foram mais de 13 milhões de reais em cortesias. O assessor da presidência do Cruzeiro, Alexandre Comoretto, recebeu mais de 52 mil ingressos durante o período. Segundo ele, todas elas foram enviadas a pedido de Wagner Pires de Sá e também de outros diretores. Em 2018, Comoretto recebeu 12 mil  e em 2019 recebeu mais 40 mil. Na grande maioria dos jogos que fez em casa, como mandante, o assessor recebia mais de mil ingressos.

Inclusive, alguns chamam bastante a atenção. Em 2019, em partida válida pelas oitavas de final da Libertadores, Alexandre foi contemplado com 3117 ingressos. Desse modo, em outra partida pela competição continental, desta vez contra o Deportivo Lara, ele recebeu 2791 entradas. Comoretto trabalhava como assessor da presidência do Cruzeiro e foi desligado do clube no início de 2020. Sendo assim, ele era um dos mais influentes articulares políticos da então situação dentro do conselho deliberativo.

Conselheiros do Cruzeiro também receberam cortesias

Também conhecido como Gaúcho, o assessor deu uma entrevista ao Globoesporte. Assim sendo, ele explicou a procedência destas cortesias distribuídas pelo Cruzeiro. Segundo ele, os ingressos eram partilhados gratuitamente.

“Eu era assessor do presidente. O presidente fazia a demanda e eu entregava. Não me lembro se essa era a quantidade. Como eu era empregado, assessor do presidente, eu só entregava. Alguns ingressos iriam para conselheiros, outros para institucional. Vinha demanda e eu fazia a distribuição. Todos eram gratuitos”, afirmou Comoretto.

Entretanto, outro nome citado pela planilha de cortesias é o do conselheiro do clube Older Milhorato Bastos. Inclusive, ele foi um dos 30 integrantes da diretoria cruzeirense que chegou a ser excluído do conselho deliberativo da agremiação. Porém, ele conseguiu vitória parcial na justiça para anular tal decisão. Older cuidava da questão da confecção das entradas e prestava serviço por meio de CNPJ. Em seu nome constavam mais de 1,5 mil ingressos entre 2018 e 2019.

Contudo, Mihorato explicou ao Globoesporte que os ingressos estavam em seu nome pois era ele que os levava ao estádio nos dias de jogos.

“Estes ingressos foram relacionados em meu nome pois era eu quem os transportava até o estádio em dias de jogos para eventuais atendimentos da diretoria”, explicou Older.

Portanto, também foi explicado durante a entrevista que além de conselheiros e membros da diretoria, parceiros do programa de Sócios do Cruzeiro também eram contemplados com a cortesia. Assim sendo, estes também realizavam ações de distribuição dos ingressos.

Desse modo, em meio à crise politica e financeira vivida pela Raposa, o clube corre atrás de pagar dívidas para não ser prejudicado com a perda de seis pontos ao iniciar a Série B do Campeonato Brasileiro.

Foto destaque: reprodução/Jornal Hoje em Dia

 

Lucas Vinícius Souza

Sobre Lucas Vinícius Souza

Lucas Vinícius Souza já escreveu 75 posts nesse site..

Meu nome é Lucas Vinicius de Souza. Tenho 24 anos sou formado em jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu, apaixonado por esportes, encaro o jogo como a vida, muitas coisas que acontecem no mundo das competições podemos fazer um paralelo com nossa vivência. No ramo da comunicação tenho experiência como Assessor de Imprensa do Sindicato da Construção Civil de São Paulo, Assessor de Imprensa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e como redator freelancer na Agência 3xceler. Acredito que a escrita é uma arte, a arte de trazer informação, conselho e direcionamento aqueles que buscam conhecimento.

BetWarrior


Lucas Vinícius Souza
Lucas Vinícius Souza
Meu nome é Lucas Vinicius de Souza. Tenho 24 anos sou formado em jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu, apaixonado por esportes, encaro o jogo como a vida, muitas coisas que acontecem no mundo das competições podemos fazer um paralelo com nossa vivência. No ramo da comunicação tenho experiência como Assessor de Imprensa do Sindicato da Construção Civil de São Paulo, Assessor de Imprensa na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e como redator freelancer na Agência 3xceler. Acredito que a escrita é uma arte, a arte de trazer informação, conselho e direcionamento aqueles que buscam conhecimento.

    Artigos Relacionados

    Topo