Pela terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior 2019, a de 16 avos de final, o Corinthians recebe o Red Bull Brasil, no estádio Novelli Júnior, em Itu, interior de São Paulo, às 20h (horário de Brasília). O Timão vem de goleada por 6 x 0 sobre o Porto, de Pernambuco, e está invicto no torneio. Do outro lado, o Toro Loko não perdeu também, mas só sltem uma vitória, se apoiando numa forte defesa para não deixar a classificação escapar. No último duelo empataram em 1 x 1 com o Ituano e venceram nos pênaltis.

Corinthians

Invicto, favorito e com ataque matador. É assim que chega o Corinthians a esta 16 avos de final da competição. O Alvinegro vem de goleada e ainda não sabe o que é revés no torneio. Contando com destaques como a habilidade do garoto Janderson, a técnica de Fabrício Oya, os cruzamentos de Lucas Piton e a chegada a frente do meio-campista Roni, o time de Itaquera promete impor sua tradição e força em campo. Este último, inclusive, tem sido uma das gratas surpresas do torneio. O jogador deixou de ser um homem com prioridade de marcação, saindo de primeiro e passando a ser segundo volante, com mais chegada à frente, no gol rival:

“É porque eu jogava de primeiro volante, então não saía muito, ficava mais na marcação. O professor Barroca me colocou nessa posição (segundo volante), procurei fazer meu melhor e estou pisando mais na área. Graças a Deus consegui fazer o gol”, comemorou o agora segundo volante do Timãozinho que já tem quatro gols no torneio.

Contudo, a equipe do Pq. São Jorge não contará com Fessin, importante jogador do ataque corintiano, mas que sofreu uma grave lesão na última partida da fase de grupos da Copinha, frente ao Ituano, numa dívida com o goleiro rival. O atleta fraturou a tíbia, já passou por cirurgia e está se recuperando bem.

https://twitter.com/Corinthians/status/1084797278576095232?s=19

Provável escalação: Diego Riechelmann; Igor Marques, Ronald, Caetano e Lucas Piton; Du, Roni e Fabrício Oya; Janderson, Rafael Bilu e Nathan Palafoz. Técnico: Eduardo Barroca.

Red Bull Brasil

Aos trancos e barrancos, com três empates e uma vitória, o Red Bull Brasil vai avançando na Copinha. O meia Danilo é o destaque do time e, inclusive, foi dele o gol de empate do último jogo, frente ao Ituano, que acabou levando a partida para os pênaltis. O jogador já tem contrato com o time principal, assim como Luís Phelipe, outro destaque do ataque Toro Loko. O técnico Alexandre Pereira Lemos sabe da qualidade do adversário, mas reconhece que seu grupo pode e vai dar trabalho ao maior vencedor de Copinhas:

“Com relação ao Corinthians, a gente sabe como o time joga: uma equipe muito técnica, leve e que tenta propor o jogo. Mas, com toda certeza, a gente dá trabalho para eles. Vamos entrar com tudo para ver se a gente consegue ganhar a partida. Respeitando sempre o adversário, mas sabendo que nós temos condições também. Isso é uma coisa que tem que ficar claro: a gente sabe que tem condições de fazer um bom jogo contra o Corinthians”.

Provável escalação: Belli; Wallison, Jhonatan, Victor César e Vitor; Theo, Amarildo, Wagner e Danilo; Luís Phelipe e Leonardo. Técnico: Alexandre Pereira Lemos.

Retrospecto

O Corinthians está com invicto nesta Copinha, tendo três vitórias e um empate. No primeiro jogo, venceu o Capital/Ricanato-TO por 3 x 2. No jogo seguinte, bateram o Sinop-MT por 4 x 1. No último duelo da fase de grupos, onde decidiria a liderança, ficou no empate de dois gols. No primeiro mata-mata enfrentaram o Porto-PE e meteram uma goleada por 6 x 0. Já o Red Bull Brasil tem custado e vencer, mas também ser vencido. Debutou nesta edição da Copinha  contra o Paulista, empate sem gols. Na 2ª rodada venceram por goleada o Vila Nova-GO. O empate de 1 x 1 com o Porto-PE lhes garantiu a classificação como primeiro de seu grupo. Nas 32 avos de final, novo empate, 1 x 1, e avançaram nas penalidades sobre o Ituano.

Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://bit.ly/EricFilardi

Artigos Relacionados