Confiança x Náutico

A princípio, na última terça-feira (9), o Confiança empatou com o Náutico, pela 35ª rodada do Brasileirão Série B. Assim, com o placar de 0 x 0, ambas equipes saíram com um ponto da partida, no Batistão.

Assista aos melhores momentos de Confiança x Náutico

1º tempo: poucas chances de gol para ambos

No início, o Náutico tinha maior posse de bola, mas não conseguiu transformar isso em chances de gol. Assim, a primeira oportunidade do Timbu só foi aparecer aos 20′ minutos, quando Álvaro, de carrinho, desviou o cruzamento de Thassio. Com isso, a partida ficou mais aberta e, em seguida, aos 21′, o Confiança aproveitou um contra-ataque, mas Álvaro mandou por cima do gol. No final da primeira etapa, o Dragão tentou impor pressão para abrir o placar, mas sem sucesso.

2º tempo: etapa mais movimentada

Logo no começo, o Náutico desperdiçou grande chance, após chute de Vinícius na pequena área. Aos 5′, Ítalo tentou aproveitar rebote, mas estava impedido. Aos 6′ do cronômetro, Hernane Brocador de cabeça trouxe perigo, porém o goleiro Anderson fez grande defesa.

A partida continuou bastante movimentada até o final. O Confiança tinha mais volume de jogo e o Timbu aproveitava as chances de contra-ataque. Porém, mesmo com as tentativas, o jogo acabou 0 x 0. Resultado ruim para ambos, pois o empate não muda a realidade das equipes na classificação.

Confiança x Náutico – E agora?

Em suma, o Náutico irá enfrentar o Sampaio Corrêa, na segunda-feira (15), às 18h (horário de Brasília), pela 36ª rodada do Brasileirão Série B. Dessa forma, o Timbu está na 8ª colocação na competição, com 49 pontos. Da mesma forma, o Confiança joga contra o CSA na sexta-feira (12), às 21h30 (horário de Brasília). Atualmente, o Dragão está na 18ª posição, com 35 pontos.

Foto destaque: Divulgação/Lucas Almeida/Confiança

Eric Barbosa
Meu nome é Eric, tenho 19 anos, sou aluno bolsista pelo Prouni e estou no quarto período de Jornalismo pela Universidade Paulista - UNIP. O esporte sempre fez parte da minha vida, principalmente o futebol, pois eu tinha o sonho de ser jogador. Porém, com as adversidades da vida, não consegui realizar esse sonho, mas isso não me impede de viver do esporte. Por isso, escolhi o jornalismo esportivo como carreira.