Colo-Colo

Antes de tudo, o Colo-Colo está começando a planejar para a temporada 2022. Onde vencer o Campeonato Nacional e se sair bem na Copa Libertadores, parece ser o grande desafio para Gustavo Quinteros e sua equipe. Por essa razão, a direção da Blanco y Negro deve começar a agir. Desse modo, planejando o que será a construção do esquadrão com seus respectivos reforços e mais do que algumas despedidas que possam ocorrer.

Caso Emiliano Amor, Leandro Gil e Pablo Solari

Assim, neste último ponto é onde o Colo-Colo deve ter uma atenção especial àqueles que terminam seus contratos. Dessa forma, há seis albos jogadores que devem sentar-se para negociar qual será seu futuro. Assim sendo, seja com o Cacique no peito ou longe do Monumental. Sobretudo, três das prioridades do Popular a manter no clube são Pablo Solari, Emiliano Amor e Leonardo Gil. Esses, contratos com o Rey de Copas terminam em dezembro deste ano. Com Solari e Amor tudo está no caminho certo, com acordos que só precisam ser assinados para selar a renovação.

Além do mais, a direção Alba deve pagar 750 mil dólares à Talleres de Córdoba para exercer a cláusula de compra de 50% do passe da Pibe Solari. Nesse ínterim, ainda pagarão 800 mil dólares para adquirir a carta de Amor, que atualmente é detida pelo próprio jogador argentino.

Contudo, infelizmente, nem tudo é tão simples e com Leonardo Gil é preciso ser especialmente cuidadoso. O dinheiro exigido pelo lado saudita Al-Ittihad é aparentemente mais do que a administração da Alba está disposta a pagar. Assim, Gil já tem uma oferta que poderia mantê-lo afastado do Monumental para 2022.

Vicente Pizarro, cujo contrato expira em dezembro de 2021, também terá que sentar-se e negociar. Não há nada assinado ainda, mas o Más Querido já declarou que é uma prioridade mantê-lo na instituição. Também, que há avanços importantes a esse respeito.

Situações de Cesár Fuentes e Miko Albornoz no Colo-Colo

Por fim, outro jogador cujo contrato expira é César Fuentes, um dos titulares de Gustavo Quinteros para 2020 e 2021. Dessa maneira, a direção estará procurando maneiras de retê-lo após a prorrogação de seu contrato para a última temporada.

Finalmente, há Miiko Albornoz, que chegou no início da temporada 2021, por um ano, e infelizmente as lesões não lhe permitiram ganhar uma posição de titular. Com este pano de fundo, uma renovação parece muito complicada. Além de renovações, o clube também está no mercado. Para, então, trazer mais jogadores.

Foto destaque: Reprodução Agencia UNO

Caio Santos