Desde a ida do goleiro Brenno para a Seleção Brasileira nas Olímpiadas de Tóquio 2020, o goleiro Chapecó entrou em cena. Brenno só voltou a ser titular pelo Grêmio no confronto contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. Contra o time carioca, dessa vez pelo Brasileirão, o técnico Felipão não mudou de ideia, escalando Chapecó.

Uma chance inesperada

Entretanto, o que ninguém esperou foi o choque de Chapecó com o zagueiro Ruan, do Flamengo, no começo do segundo tempo. Por causa disso, o jogador precisou ser substituído. Na coletiva de imprensa pós-jogo, o vice-presidente, Marcos Hermann, afirmou que ele estava bem e consciente no vestiário, além de comemorar com os colegas a vitória, por 1 x 0. Sendo assim, Brenno teve, novamente, uma chance de mostrar serviço durante os 50 minutos restantes.

Assim, em entrevista ao jornal GZH, o goleiro Brenno destacou que encara essa disputa pela titularidade como algo positivo para o clube. Frisou que joga com Chapecó desde o time de base, e o Grêmio só tem a ganhar com a situação. Ou seja, deixou a entender que essa “disputa” é totalmente profissional e respeita as decisões do técnico. Assim, ao todo, o goleiro sofreu 28 gols em 30 jogos, sendo 27 nesta temporada.

Foto Destaque: Divulgação/Grêmio

Eduarda Esposito
Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), apaixonada por esportes e futebol. Escritora livre e apaixonada por leitura, incentivadora dos esportes femininos e da representatividade das mulheres em todas as áreas. Brasiliense de nascença e 24 anos de mistura brasileira.