Caique Sousa

O Brasil é repleto de grandes talentos no meio do Futebol, e agora você começará a conhecer Caique Sousa, uma das grandes revelações do . O jogador tem muito talento. Nessa parte da entrevista, Caique falou sobre o primeiro encontro com a bola, teste de categoria de base, maior inspiração e sobre pensar de desistir do sonho. Portanto, a resenha está imperdível.

BATE-PAPO COM CAIQUE SOUSA

Qual foi sua primeiro contato com a bola?

Caique:Como grande parte dos futebolistas, começou a gostar do esporte por ver seu pai jogar. O jovem conta que desde pequeno ia ver seu pai jogar e foi daí que ele teve os primeiros contatos com a redonda. Como resultado, essas idas aos jogos do pai influenciaram muito na paixão do atacante pelo futebol.”

Desde sempre se destacou no futebol entre as crianças que você jogava?

C: “Muitos jogadores que se tornam profissional dizem que desde o começo, se destacavam no meio das outras crianças, mas Caique contou que com ele foi diferente. O atacante do Tigre falou que no começo isso não acontecia com ele. Entretanto, aos 11 anos ele foi para o Vila e a história mudou, alterou tanto que o atleta jogava na categoria sub-12 e na sub-15.”

Já foi reprovado em algum teste de categoria de base?

C: O teste para as categorias de base é o começo de tudo, é o primeiro passo para o início de uma bela trajetória no futebol. Portanto, ser reprovado dificulta muito na sequência da carreira. A revelação do Vila é um dos poucos privilegiados a nunca ter sido reprovado em nenhum, foram quatro e em todos ele foi muito feliz.”

Quem é sua inspiração no futebol?

C: “Primeiramente, é necessário ressaltar que o futebol brasileiro tem um repertório de craques que podem ser a inspiração de qualquer pessoa. E com Caique Sousa não foi diferente, nascendo e vivendo no País do Futebol é difícil não ter um ídolo nacional. E o jovem contou ser fã de Ronaldo Fenômeno.”

Já pensou em desistir de ser jogador?

C: “Como tudo na vida, se tornar atleta de qualquer esporte profissional é difícil e muitos desistem. Entretanto, o atacante mesmo passando por momentos complicados não “abriu mão” de seu sonho. O jovem conta que já pesou em desistir de ser jogador de futebol, porque já estava com 18 anos e não tinha nenhum clube. Até que foi aprovado em um teste no Francano, e depois disso as coisas melhoraram bastante.”

https://www.instagram.com/p/Bsfr0NRBrUu/?utm_source=ig_web_copy_link

Foto Destaque: Reprodução/Facebook/Caique Fernandes

Leonardo Pinheiro
Escolhi jornalismo porque para mim é prazeroso informar as pessoas, e além disso, a paixão pelo futebol me encorajou a seguir essa carreira. Meu principalmente objetivo na profissão é trabalhar com esportes, principalmente o futebol.

Artigos Relacionados