Segunda vitória

Após a segunda vitória no comando do Fantasma, o técnico Ricardo Catalá, respira aliviado junto ao elenco. Afinal, o grupo estava em uma maré ruim e não carimbava nenhum triunfo. Todavia, desde o confronto contra o CSA, a equipe se alegra com resultados, de virada, positivo para o clube.

“O vestiário hoje respira confiança. É uma demonstração de que aquilo que prometemos ao torcedor.”, completa o técnico Ricardo Catalá.

Bastidores da vitória: a segunda seguida

A recuperação do Operário está viva e cada vez mais ativa. Afinal, o Fantasma engatou duas vitórias seguidas após o seu jejum de 10 partidas sem vencer. Em suma, ambos confrontos acirrados e com o resultado positivo de virada. Ou seja, os triunfos deixaram a equipe com a distância de seis pontos do primeiro clube da zona de rebaixamento.

Em resumo, o técnico Ricardo Catalá, desde que assumiu a equipe, trouxe um ar de esperança para o grupo que não emplacava nenhuma vitória e havia diminuído a somatória de gols realizados. Em outras palavras, durante a maré ruim, o clube acumulou apenas quatro tentos. Todavia, desde a chegada do novo treinador, o elenco soma seis gols conquistados em duas partidas. Ainda mais, sendo dois realizados na última rodada contra o Avaí, no GK.

“Saímos atrás do placar, mas graças ao apoio da torcida conseguimos virar. Estamos muito felizes pelos três pontos. Agora é descansar e pensar no Coritiba.”, completa Alan, autor do primeiro gol do confronto contra o Avaí.

Sendo assim, o clube se prepara para encontrar o líder da competição, no dia 3 de novembro, às 18h30 (horário de Brasília), no Couto Pereira. Ou seja, o confronto está valendo a 33ª rodada do Brasileirão Série B. Além disso, o Fantasma também enfrentará outros colocados do grupo de acesso. A saber, já tem um encontro marcado com o Goiás, o 4º colocado, no dia 6 de novembro e com o Botafogo, o vice-líder, no dia 13 de novembro.

Foto Destaque: Reprodução/André Jonsson/OFEC

Amanda Scarlatt
Amo poder ter o jornalismo como a minha maneira de expressão. Sou apaixonada pelo meio digital e tudo que podemos construir nele na comunicação. Acredito fielmente na essência de uma boa matéria jornalística: a investigação. Afinal, independente da sua editoria e formato, o jornalismo pode mudar vidas. Enfim, VIVA O JORNALISMO!