Após derrota em casa, Moacir Junior pede reforços

- Técnico reforça a necessidade de reforços para tirar time do Z4
Moacir Junior

Nesta segunda-feira (23),  o Botafogo-SP foi a campo em Ribeirão Preto e acabou perdendo por 1 x 0 pelo Avaí, pela 23ª rodada do Brasileirão Série B. Na estreia do técnico Moacir Junior com o resultado, o Pantera da Mogiana ficou na 19ª posição com os mesmo 18 pontos.

Após a partida o técnico Moacir Junior foi sabatinado na entrevista coletiva e nela o assunto que certamente foi mais abordado foram sobre reforços. Paciente, educado e ciente do desafio que está, desse modo pediu contratações, mas entende as dificuldades do momento que o clube passa.

REFORÇOS

Sobre reforços, Moacir Junior, disse que irá avaliar melhor o elenco mas que irá pedir reforços para melhorar o elenco.

“Mediante a troca do comando, mediante ao que a gente conversou, é possível sim lógico que as coisas partam pra esse caminho de ter que contratar jogadores, mas também uma analise muito de mercado, porque é um momento muito difícil.”

QUAIS TIPOS DE REFORÇOS?

O técnico Moacir Junior dá pistas sobre o tipo de reforços que vai pedir aos dirigentes.

“Temos que fazer da seguinte forma, contratar jogadores que esteja se destacando na Série C ou que esteja em um time de Série A e não sendo aproveitado e corremos o risco de pegar algum jogador sem ritmo e ele se lesionar, então temos que ter muito cuidado.”

DUDU HAMAMOTO

O atacante é visto como uma das joias do Botafogo-SP, na Copa Paulista fez bons jogos e entrou bem contra o Guarani. Muitos torcedores frequentemente pedem o jovem jogador no time profissional.

“Realmente o Dudu entrou bem contra o Guarani, mas tem uma situação que você lança e tem uma situação que você queima, uma joia como o Dudu de um potencial muito grande, eu entendo a ansiedade das pessoas em querer ver a base jogar mas a reponsabilidade pode voltar para eles e uma joia pode virar uma decepção.”

COLETIVA COMPLETA

Foto Destaque: Divulgação/Botafogo-SP

Felipe Fernandes
Felipe Fernandes
Escolhi o jornalismo por entender que grande parte dos problemas do mundo podem se resolver com comunicação. Ser jornalista é ser meio fofoqueiro mas com embasamento e responsabilidade. Já trabalhei no SBT RP, Tv Unaerp, Rádio Unaerp. Sou uma pessoa muito tranquilo, torço para o time do Jornalismo FC.

Artigos Relacionados

Topo