Apodi vive um ano artilheiro na carreira

- Lateral marcou três gols nos últimos cinco jogos
Apodi saiu mancando. (Foto destaque: Divulgação/ Álvaro Jr/ PontePress)

Antecipadamente Apodi levou 26 jogos para desencantar com a camisa da Ponte Preta. Com tudo isso quem quem comemora é a Veterana! Bem como foi em 19 de setembro e o adversário o Operário que o craque retomou o gosto por balançar as redes. Assim como o futebolista atua como lateral, no entanto, também atua mais avançado de ponta. Dessa forma já marcou cinco vezes em 2020 e recentemente assumiu o protagonismo ofensivo do time.

Ainda mais que marcou três gols nos últimos cinco jogos, foi responsável direto por sete pontos. Ou seja, vitórias sobre Figueirense e Oeste e empate com Brasil-RS) e igualou a temporada mais artilheira da carreira até então em 2019.

Ao contrário a diferença está no número de jogos já que ano passado, foram 42 partidas pelo CSA, enquanto desta vez, atingiu a marca em 38 jogos, o que dá uma média “goleadora” superior e também margem para quebrar o recorde até o fim da Série B.

Craque é dúvida para jogo

Desde já, vale lembrar que o futebolista é dúvida para o próximo jogo do time contra o CSA. Do mesmo modo, o departamento médico aguarda exames realizados no joelho esquerdo para saber se houve lesão. Isso porque ao marcar o gol da vitória sobre o Oeste, por 1 x 0, em Campinas, na última terça-feira (24), o jogador se chocou com o goleiro Caíque França e precisou ser substituído.

Por outro lado, o craque nas últimas duas partidas começou como ponta direita. Assim como, vive um grande momento com a camisa da Macaca. E em conclusão, o time embarca no início desta quinta-feira (26), para Maceió.

Apodi chegou em 2020

Foto destaque: Divulgação/ Álvaro Jr/ PontePress

BetWarrior


Poliesportiva


Ainah Carvalho
Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

    Artigos Relacionados

    Topo