andrey santos vasco

Em suma, o jovem meia Andrey Santos, é visto como a nova promessa da base do Vasco. Decerto, com apenas 17 anos, o jogador já carrega convocações para seleção de base, além de jogos pelo profissional do clube. Natural de Bangu, no Rio de Janeiro, Andrey chegou a São Januário com apenas seis anos. De lá para cá, bateu alguns recordes da história do time carioca, inclusive como o jogador mais novo a vestir a camisa do Gigante, na equipe principal.

Ainda desconhecido da maior parte da torcida, Andrey se apresentou para os que ainda não sabem quem é, algo que rapidamente, promete mudar:

“Sou muito focado, sério, e com a mentalidade de vencedor, quero ganhar o tempo todo. Não deixo meus companheiros se acomodarem, sempre quero evoluir. Minhas maiores características são a saída de bola na construção e a marcação. Tenho qualidade no passe e a visão de jogo”.

Portanto, com medo da procura dos grande clubes europeus, o Vasco decidiu não levar o jovem para a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Decerto, o meia deverá se juntar ao elenco principal e realizar a pré temporada, em janeiro, no Ct Moacyr Barbosa.

Títulos pelo Vasco e seleção brasileira

Em suma, no ano de 2021, Andrey levantou duas taças com sua categoria. Logo após vencer o Cariocão sub/17, subiu ao sub-20 e ficou por quase toda a temporada. Ainda assim, foi convocado para a seleção brasileira sub-17, onde disputou um torneio, no México. O meia marcou dois gols e não escondeu a alegria de vestir a Amarelinha:

“Eu estava me arrumando para uma festa. Fui tomar banho e minha noiva começou a falar que meu celular estava apitando muito e pediu para eu ir olhar. Quando eu vi, chegou a notícia de que eu tinha sido convocado. Comecei a pular pela casa e avisei meus pais. Seleção é sempre um privilégio, sonho de menino. Você está representando sua família, todos que acreditaram em você e todos os brasileiros”.

Foto destaque: Reprodução/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!