anderson conceição vasco

Em suma, o Vasco apresentou seu quarto reforço para 2022. Decerto, o zagueiro Anderson Conceição, de 32 anos, chega para ser o xerife da defesa vascaína. Torcedor do clube, o jogador se emocionou ao receber a camisa das mãos do gerente geral Carlos Brazil e falou de sua relação com o Gigante:

“Com certeza maior desafio da carreira, por isso aceitei. Por ser vascaíno, por ter família vascaína. Clube passando por um momento de reconstrução, maior desafio da carreira, sim. Quando avisei minha família que viria para cá foi uma festa. Vou trabalhar bastante junto com o grupo para colocar o vasco na Série A. Se tiver que cobrar vou me cobrar, sim, não podemos acomodar. Me marcou muito na época porque sou daquela geração de guerreiros, que não desiste, persevera. Muitos jogadores da minha época passaram aqui e me mandaram mensagem: ‘Irmão, você voltou para casa, joga por nós porque a gente não conseguiu jogar no profissional do Vasco e você está tendo essa oportunidade, então honre essa camisa’. Eu sou muito trabalhador. Não vim para passear no Rio de Janeiro, estou chegando para vencer com essa camisa do Vasco e pelos meus companheiros também”.

Anderson de volta o Cruzmaltino

O jogador retorna ao clube, pois jogou na base durante algum tempo, inclusive morando nos alojamentos do time, dentro de São Januário. Decerto, Anderson viu de perto o nascimento de ídolos recente da torcida, como o meia Phillipe Coutinho e o atacante Alex Teixeira:

“Minha chegada aqui na base foi engraçada. Sou do sul da Bahia e minha mãe teve que trabalhar em três lugares para comprar uma passagem de ida para mim. Foi por ela também que eu falei que sairia de casa e só voltaria quando virasse profissional. Passei no teste do Vasco e liguei avisando que não voltaria mais – disse Anderson, acrescentando na sequência”.

Foto destaque: Divulgação/Vasco

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!

Deixe um comentário