Alex Rodrigues Brasil. é o novo Executivo da Ponte Preta. Já ocupou o cargo em equipes como Paraná, Coritiba, Portimonense, entre outros. (Foto destaque: Thiago Toledo/ PontePress)

Desde já, na manhã desta quinta-feira (17), a Diretoria Executiva da Ponte Preta definiu o novo Executivo de Futebol. Bem como,  trata-se de Alex Rodrigues Brasil. O Executivo, já ocupou o cargo em equipes como Paraná, Coritiba, Portimonense, Londrina e Paysandu, entre outros.

O anúncio chegou após seis dias após anunciar a saída de Gustavo Bueno, aliado a demissão do técnico Marcelo Oliveira. Por outro lado, a chegada do novo executivo de futebol para a sequência da Série B e para iniciar o planejamento visando 2021.

Alex Brasil, como é mais conhecido, já conversou com os atletas e a comissão técnica da Macaca no CT do Jardim Eulina. Assim, segue com o time na manhã de sexta-feira rumo a Sergipe, onde a equipe do técnico interino Fábio Moreno enfrentará o Confiança.

“O Alex que é um profissional experiente e que irá agregar muito, trazendo novos conceitos ao Departamento de Futebol”, diz o presidente pontepretano Sebastião Arcanjo.

Mais sobre Alex Rodrigue Brasil

Juntamente com isso, Alex carrega um currículo importante. Por outro lado, Bacharel em Educação Física e gestor de futebol formado pela CBF. Alex Rodrigues Brasil começou a carreira no futebol como avaliador de jogadores para Traffic e na sequência trabalhou como scout técnico do Parma, da Itália, entre os anos de 2009 e 2011. No entanto, na carreira de Executivo, tem títulos de campeão paranaense com Londrina (2014) e Coritiba (2017), e paraenses com o Paysandu (2016, pelo estadual e Copa).

Assim como, as duas equipes se enfrentaram pela 11ª rodada. Do mesmo modo, na partida a Ponte venceu de virada no Moisés Lucarelli.

Em conclusão, desejamos boa sorte nesse novo desafio!

 

Foto destaque: Thiago Toledo/ PontePress

Ainah Carvalho
Ahhh o jornalismo, gosto muito do contato, de escrever, falar, questionar e lembro bem que desde pequena sonhava entrevistar os jogadores após o jogo. Aí cresci e o desejo continuava. Entrei para a faculdade de jornalismo e me formei em 2015. Na época da faculdade trabalhei em rádio-escuta em uma assessoria e fui repórter em um site de máquinas. Após a formação trabalhei em uma assessoria com artistas independentes e também já cuidei das redes sociais de um hotel. Fiz bons cursos no Senac como o jornalismo esportivo, grande amor, também fiz apresentação de programas jornalísticos e programas de variedades. Mas o que eu me identifiquei foi apresentar um programa esportivo. Ahhhh esse amor rsrs

Artigos Relacionados