Conheça Walter Abrahão, narrador esportivo inventor do replay

- Impecável jornalista esportivo, foi creditado como precursor do "bi-lance", posteriormente conhecido como replay

Considerado um dos mais importantes nomes da narração esportiva da televisão brasileira, Walter Abrahão começou como radialista nas Emissoras Associados de São Paulo. Posteriormente, fez sucesso na TV Tupi, como locutor esportivo nas décadas de 1960 e 1970. Apresentou também programas esportivos junto a outros nomes da profissão.

Um gigante chamado Walter Abrahão

Mas desde a década de 1980, quando trabalhou na TVS (atual SBT) e na Manchete, que participou de seis Copas do Mundo neste período. Mas, além da ampla contribuição para o jornalismo esportivo, um dos seus principais feitos é que foi considerado o inventor do “replay” esportivo.

Assim, Abrahão utilizou este artifício pela primeira vez em 1963, chamando-o de “bi-lance”. Já imaginou assistir a um jogo na TV hoje sem bi-lance? A invenção consistia em repetir algumas jogadas da partida durante a transmissão. Porém, três anos depois, na Copa da Inglaterra, foi mostrado ao mundo, pela TV inglesa, o famoso “replay”, que nada mais era do que o “bi-lance” de Abrahão.

Leia também

Walter também foi o criador da “escolha do melhor em campo” com premiação, e do sistema de jogo de vôlei sem vantagem, com contagem direta. Ainda no vôlei, ele diz que inventou o tie-break. Walter Abrahão foi o primeiro locutor a transmitir esporte via-satélite para o Brasil além de narrar a última partida de Pelé, realizada entre Cosmos e Santos, em New Jersey-EUA. Portanto, foi um dos narradores mais premiados do país com Troféus Imprensa, Roquette Pinto, Gandula e Rio de Janeiro. Narrou todos os esporte, inclusive a vitoriosa carreira de Éder Jofre.

Foto destaque: Reprodução/Radio Amantes

BetWarrior


Poliesportiva


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, criado em Taboão da Serra, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
https://docs.google.com/spreadsheets/d/1izZLGz7it19teR839S0enlfi2W1drJQlmkiw4YDks2w/edit#gid=0

Artigos Relacionados

Topo