Vila Nova agradece à Prefeitura de Goiânia pela isenção de IPTU

Primeiramente, o novo Código Tributário Municipal (CTM) de Goiânia prevê a isenção de cobrança de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para os imóveis dos clubes de futebol profissional da capital. A partir disso, o Vila Nova agradeceu à prefeitura em nota publicada nesta sexta-feira (10).

Nota do Vila Nova

“O Vila Nova Futebol Clube agradece imensamente à Prefeitura de Goiânia e à gestão municipal pela isenção do IPTU às organizações sem fins lucrativos, modalidade na qual o clube se encaixa.

Além de não visar o lucro, o Vila Nova é uma instituição que acolhe e auxilia, por meio do esporte, centenas de crianças e jovens de baixa renda, através das suas Categorias de Base. Além disso, possui projetos sociais desenvolvidos ao longo dos anos e do Departamento de Esportes Olímpicos, que agrega projetos e parcerias sociais em diversos esportes, com projeção de atendimento para milhares de crianças, como o desenvolvido junto ao Sesc, que oferece aulas gratuitas nas dependências do clube.

Vale ressaltar que a medida proposta no novo Código Tributário do município não beneficia somente os clubes de futebol, mas diversas outras instituições sem fins lucrativos que desenvolvem projetos sociais em Goiânia. Ademais, o Vila Nova acredita que o esporte é um dos mais poderosos mecanismos de transformação social e que deve ser fomentado cada vez mais pelos entes públicos”, finalizou.

Secretário comenta medida

A saber, o benefício de isenção de IPTU faz parte de ações adotadas por conta do impacto socioeconômicos da pandemia. Portanto, o Secretário de Finanças de Goiânia, Geraldo Lourenço, comentou sobre a medida.

“Atualmente, os times não pagam IPTU dos estádios e já desfrutam de uma desoneração de 60% no que tange as demais áreas. Ou seja, o projeto do novo CTM está remindo apenas os 40% que os clubes ainda pagam de IPTU, mas haverá contrapartida por meio da escolinhas de futebol. A princípio, além da questão social relacionada à isenção de IPTU, o benefício previsto no novo CTM é importante porque apazigua em Goiânia eventuais discussões judiciais sobre esse assunto. Sendo assim, é um alívio importante também para o poder judiciário, já tão sobrecarregado por outras demandas”, garantiu o secretário.

Vila Nova aciona STJD para receber torcida

Antes de mais nada, na última quarta-feira (8), em reunião do Conselho Técnico da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) com representantes dos clubes das Séries A e B, foi vetado o retorno do público aos estádios. Sendo assim, o Vila Nova vai buscar a liberação junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) após assentimento da Prefeitura de Goiânia.

Em suma, nesta sexta-feira (10), o prefeito da capital goiana, Rogério Cruz (Republicanos), assinou decreto liberando o retorno da torcida às praças esportivas. Segundo a publicação, ficou autorizada a capacidade máxima de 1.500 pessoas ou até 30% da capacidade do estádio. Posteriormente, para receber novamente o público, o Tigre deve acionar o STJD.

Torcida colorada terá que cumprir protocolos

Em suma, de acordo com protocolos da CBF, o torcedor ou torcedora deve ter recebido as duas doses ou dose única da vacina contra a Covid-19. Todavia, outra opção é apresentar um teste recente de RT-PCR com resultado negativo. Além disso, os clubes precisam vender os ingressos de forma on-line, já que não poderá haver bilheteria no estádio.

Ademais, já dentro do estádio, haverá álcool em gel disponível e aferição da temperatura corporal, além, claro, do uso obrigatório de máscara de proteção facial autorizada pela ANVISA. Do mesmo modo, torcedores precisarão ficar distantes um dos outros, cumprindo o protocolo divulgado pela CBF para retorno do público. Por fim, confira outras exigências da instituição:

  • somente a torcida do clube mandante será permitida, já que o objetivo da medida é de evitar deslocamento de torcedores de outras localidades; e
  • cada clube deverá apresentar um plano operacional para venda de ingressos e acesso ao estádio obedecendo protocolos sanitários e a situação epidemiológica local. A CBF irá fornecer suporte tecnológico para a conferência dos dados de vacinação de cada pessoa que comprar o ingresso.

Foto destaque: Divulgação/Vila Nova FC

Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).

Deixe um comentário