Top 5 revelações do Coritiba na Copinha 

 Em suma, o Coritiba se prepara para disputar a 52ª edição da Copinha. Assim, a maior competição de base volta a acontecer em São Paulo após não ser realizada em 2021 devido a pandemia da Covid-19. Desse modo, o Futebol Na Veia separou as cinco maiores revelações do Coxa que já participaram do torneio. Vale dizer, que a melhor campanha do Verdão foi em 2004, quando foi eliminado nas semifinais para o Corinthians, nos pênaltis. 

Melhores momentos de Coritiba x Flamengo – Copa São Paulo de Futebol Júnior 2004 

Defensores

MIRANDA

Miranda participou da Copinha de 2004. Após o campeonato, não demorou para assumir a titularidade no time profissional no mesmo ano, disputando 110 partidas. Como títulos venceu o Paranaense daquela temporada e em julho de 2005 foi vendido ao Sochaux (FRA), por 2 milhões de euros, cerca de R$ 12 milhões atualmente.  

Miranda ainda retornou ao Brasil para vestir as cores do São Paulo, depois seguiu para o Atlético de Madrid (ESP), Inter de Milão (ITA), e passou pelo futebol chinês. Neste ano voltou ao Tricolor Paulista. Já pela Seleção Brasileira, o defensor foi campeão da Copa das Confederações de 2009 e da Copa América de 2019. Ele também fez parte do grupo convocado para a Copa do Mundo de 2018. 

RAFINHA

Atualmente com 36 anos, o lateral-direito passou pelo Londrina antes de chegar ao Coritiba em 2003. Assim, no mesmo ano ele foi titular do profissional no Brasileirão, ajudando o clube a se classificar para a Libertadores. Na temporada seguinte, desceu para atuar na Copinha.  Meses depois foi vendido para o Schalke 04 (ALE) por 5 milhões de euros, cerca de R$ 30 milhões. Com longa carreira na Europa, o atleta foi multicampeão pelo Bayern de Munique 

Assim em 2019, retornou ao Brasil para atuar no Flamengo, ele ainda retornaria ao Velho Continente para vestir as cores do Olympiacos (GRE). Em 2021 atuou no Grêmio e fez parte da campanha que terminou com o rebaixamento do Imortal. 

RICARDINHO

Em primeiro lugar, o lateral-esquerdo é Piá do Couto passando por todas as categorias até o profissional. Assim, na base, disputou a Copinha de 2004 junto de Miranda e Rafinha. Já no profissional, não demorou para se firmar como titular da equipe. Ao todo, foram mais de 100 jogos pelo Coxa, vencendo dois Estaduais. Logo, em 2009, se transferiu para o Malmo (SUE), clube que é ídolo 

Meio-campo e ataque

KEIRRISON

De antemão, o atacante surgiu na base do CENE. Após bons jogos, o Coritiba decidiu adquirir o jogador e nos juniores ele disputou a Copa São Paulo de 2006, a qual foi vice-artilheiro com oito gols. Assim, subiu para o profissional naquela temporada, na seguinte, foi o maior goleador da Série B, com 12 gols. 

Tendo desempenho impressionante na Série A, com 21 gols marcados, Keirrison logo atraiu a atenção do Palmeiras, que o contratou em 2009. Retornaria ao Coxa três anos depois, cedido pelo Barcelona por empréstimo. Dessa vez, não conseguiu se destacar, conviveu com lesões e rescindiu o contrato em 2015 na justiça. 

Porém, em 2017 o atacante voltou ao Alto da Glória pela terceira vez. Desse modo, seu novo contrato tinha validade de uma temporada. Vale dizer, que essa última passagem se deve a um acordo feito entre a diretoria do Coritiba que devia R$ 3,6 milhões a KeirrisonNovamente, seu desempenho foi abaixo do esperado e pouco tempo depois, ele deixou o clube. 

MARLOS

Marlos foi revelado na Copinha de 2006, e é da mesma geração que Keirrison. Assim, após se destacar no Coxa rodou por alguns clubes como o São Paulo. Desse modo, na Europa, tem longa carreira no Shakhtar Donetsk (UCR), onde é ídolo e se naturalizou ucraniano. Por fim, em três anos no Alviverde, ele realizou 110 jogos e marcou oito gols, conseguindo despontar nas assistências. 

Foto destaque: Divulgação/Agência Brasil

Cristian Moraes
Estudante de jornalismo que sonha em trabalhar nos maiores eventos esportivos do mundo. E, assim, ser referência na área. Meu principal objetivo é ser correspondente internacional em Turim ou Londres. Sou fascinado por futebol, e como o esporte influencia às pessoas, e o mundo. Não me limito apenas a assistir, mas a consumir em sua totalidade, estudando e entendendo regras, conceitos, histórias e tudo que envolve o mundo das quatro linhas. No entanto, gosto de acompanhar outras modalidades, como: Basquete, Surf, Futebol Americano, Hóquei, Tênis, dentre tantas outras. Junto isso, tenho o amor pela leitura e a escrita como minhas aliadas na hora de passar para os meus textos, todas as sensações e emoções que estou sentindo, ao lado de informações relevantes com apuração precisa. Seja bem-vindo (a)!