Top 5 revelações do Celeiro de Ases na Copinha

Na última segunda-feira (13), o Federação Paulista de Futebol anunciou os grupos da 52ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Esta edição conta com 128 equipes participantes, distribuídas em 32 grupos, de quatro equipes cada. Sobretudo, o Internacional está no Grupo 25, sediado em Mogi das Cruzes, junto de União Mogi-SP, Portuguesa-SP e São Raimundo-RR. O torneio inicia em 2 de janeiro e encerra em 25 janeiro, data do aniversário da cidade de São Paulo. Dessa maneira, confira agora os triunfos e as cinco grandes revelações do Celeiro de Ases, que surgiram na Copinha.

CONQUISTAS DO CELEIRO DE ASES

Em resumo, o Internacional é o atual campeão (2020), e 2º maior vencer do torneio, com cinco conquistas, empatado com o Fluminense. O maior vencedor é o Corinthians, com 10 títulos. O Celeiro de Ases, ergueu o troféu pela primeira vez em 1974, quando bateu a Portuguesa, na prorrogação. Os outros triunfos do Inter, ocorreram em 1978, 1980 e 1998, diante de Corinthians, Atlético-MG e Ponte Preta, nessa devida ordem.

MAIORES REVELAÇÕES DO INTER NA COPINHA

FALCÃO

O maior jogador da história do Colorado jogou a Copa São Paulo e foi vice-campeão. Assim, Paulo Roberto Falcão disputou a tradicional torneio de base em 1972, porém, perdeu a final para o Nacional de São Paulo, por 2 x 1. No ano seguinte, em 1973, foi promovido ao elenco profissional. Ainda na década de 70, liderou o Inter nas conquistas do tricampeonato brasileiro e no pentacampeonato estadual.

Aliás, no início da década de 80, transferiu-se para a Roma, onde também se destacou, empilhou títulos e ganhou a alcunha de Rei de Roma. Falcão representou a Seleção Brasileira durante 10 anos, entre 1976 e 1986. Além disso, fez parte do elenco que disputou a Copa do Mundo de 1982 e encantou o mundo, mesmo sem vencer, com um futebol genial. Por fim, encerrou sua carreira no São Paulo, em 1986, um ano após sua chegada.

LÚCIO

Um verdadeiro xerife do sistema defensivo, Lucimar da Silva Ferreira, fez parte da quarta conquista do Inter no torneio, em 1998. O zagueiro Lúcio chegou ao Clube em 1997 e permaneceu até 2000, quando se transferiu para o Bayer Leverkusen, da Alemanha. Quatro anos depois, foi contratado pelo Bayern de Munique, onde permaneceu até 2009. Após fazer história e acumular feitos em território alemão, rumou para a Itália, onde foi multicampeão defendendo a Inter de Milão e, na sequência, a Juventus.

Posteriormente, em 2012 voltou ao Brasil, sendo assim, vestiu as cores de São Paulo e Palmeiras. Na fase final da sua carreira, teve uma curta passagem no Goa, da Índia. Antes de finalmente se aposentar, representou as duas maiores equipes de Brasília, sua terra natal, o Gama e o Brasiliense. Por último, jogou pela Seleção Brasileira durante 11 anos, é o 5º atleta que mais vestiu a Amarelinha, com 105 aparições. Além disso, conquistou a Copa do Mundo de 2002 e a Copa das Confederações, em 2005 e 2009.

PATO 

Nasceu para o futebol como um fenômeno, viveu uma ascensão meteórica, tinha um enorme potencial, porém, não correspondeu. Assim, Alexandre Pato passou seis anos nas categorias de base do Inter, acumulando títulos, artilharias e prêmios individuais. O atacante disputou a Copinha de 2006, após passar como 1º do Grupo S, superou o Marília na segunda fase. Todavia, foi eliminado na fase seguinte, para o Bahia. Além disso, pelo profissional, jogou 27 jogos, marcou 12 gols e deu uma assistência. Conquistou o Mundial de Clubes e a Recopa Sul-Americana.

Logo depois, em 2007 foi contratado pelo Milan, onde permaneceu e fez grandes atuações durante seis temporadas. Voltou ao Brasil em 2013, para jogar no Corinthians. Na sequência, teve uma passagem boa e outra modesta pelo São Paulo. Também vestiu a camisa de Chelsea, Villarreal, Tianjin Tianhai e Orlando City. Enfim, pela Seleção Brasileira fez 25 jogos, marcou 10 gols e conquistou a Copa das Confederações em 2009. Além de outros títulos por categorias inferiores.

SANDRO 

O volante Sandro Ranieri chegou ao Clube em 2006, após temporada de destaque no Londrina. No ano seguinte, em 2007, disputou Copinha. Nesse ínterim, depois de passar na 1ª posição do Grupo F, foi eliminado na segunda fase, para o Vila Nova de Goiás. Assim, recebeu chances nos profissionais em 2008, quando conquistou o estadual e a Copa Sul-Americana. Ainda mais, nos anos seguintes, conquistou outro Gauchão, uma Copa Suruga Bank de 2009 e a Copa Libertadores de 2010. Desse modo, após a conquista continental, rumou ao Tottenham, onde ficou por quatro temporadas.

Na sequência, rodou por equipes menores do Velho Continente. Como por exemplo, QPRWest Bromwich, Antalyaspor, Benevento, Genoa e Udinese. Recentemente, em 2020, após uma década na Europa retornou ao futebol brasileiro para defender o Goiás. Nesse temporada, está representando a equipe do Belenenses. Pela Seleção Brasileira de base, foi capitão na conquista do Campeonato Sul-Americano de Futebol Sub-20 de 2009 e disputou as Olimpíadas de Londres, em 2012. Todavia, pela seleção principal disputou apenas alguns amistosos.

ALISSON

Um dos melhores goleiros do mundo atualmente, Alisson Becker, disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2011. Nesse sentido, terminou a fase de grupos como líder do Grupo Q. No decorrer da competição, eliminou o Primeira Camisa e o Nacional, ambos de São Paulo. Entretanto, nas quartas de final, caiu para o América-MG, nos pênaltis. Desse modo, o arqueiro que havia chegado a base do Inter com somente teve oito anos de idade, teve sua primeira experiência profissional, em 2013. Na oportunidade, estreou com um empate por 1 x 1, contra o Cruzeiro, no Gauchão.

Contudo, conquistou a titularidade apenas em 2015. No ano seguinte, transferiu-se para a Roma. Em suas quatro temporadas no Clube do Povo, Alisson disputou 101 partidas e venceu quatro estaduais. Em solo italiano, passou a temporada 2016-17 na reserva de Szczęsny. Na temporada seguinte, com a negociação do polonês para a Juventus, o arqueiro virou titular absoluto e fez uma temporada incrível, que o levou para o Liverpool. Em Anfield desde 2018, tornou-se referência na posição, ídolo, acumula recordes e troféus importantes. Na Seleção Brasileira, é o titular absoluto desde 2016, disputando ao todo 50 partidas e conquistando a Copa América de 2019.

Vale ressaltar que, Alisson é o 2º goleiro mais caro da história do futebol. Ainda mais, em 2019 recebeu os prêmios de Luva de Ouro da Premier League, Melhor Goleiro da Copa América e Melhor Goleiro da UEFA. Também ganhou os prêmios de Melhor Goleiro do Mundo FIFA e o Troféu Yashin, dado ao Melhor Goleiro do Mundo pela France Football. Além de conquistar o troféu Samba de Ouro, dado ao melhor jogador brasileiro que atua na Europa.

Enfim, e aí torcedor Colorado, concorda com as maiores revelações, da única equipe gaúcha campeã do torneio?

Foto destaque: Divulgação/S.C. Internacional

Leonardo Oliveira
Sou Gaúcho, tenho 21 anos e estudo Jornalismo na Universidade Federal de Pelotas, além disso, como grande aficionado a área esportiva, não consigo imaginar nada que me deixe mais realizado do que falar sobre futebol.