São Paulo se prepara para a Libertadores

Nesta terça-feira (20), o São Paulo vai enfrentar o Racing, pelas oitavas de final da Libertadores. No jogo de ida, as equipes ficaram no 1 x 1, em pleno Morumbi. Dessa forma, a torcida são paulina teme por uma eliminação na competição. Porém, no retrospecto, o Tricolor nunca foi eliminado por uma equipe estrangeira nesta fase do torneio.

Assim, o São Paulo tentará manter esse desempenho. Afinal, nas oitavas de final, o Tricolor já foi eliminado por Grêmio, Atlético-MG e Cruzeiro. Ou seja, apenas clubes brasileiros. Portanto, o retrospecto diante de times estrangeiros é muito bom.

Claro, não dá para contar apenas com o retrospecto. Por isso, Hernán Crespo vai com o que tem de melhor para este confronto. Aliás, o São Paulo contará com o retorno de dois jogadores para este confronto: Miranda e Rigoni. Porém, Luciano segue se recuperando de um estiramento e não estará a disposição. Então, a torcida vai torcer para que o tabu continue.

Por outro lado, classificar para a próxima fase da Libertadores é de suma importância para a equipe do São Paulo. Já que o time está passando por uma fase muito complicada. Contudo, Hernán Crespo espera que as oscilações no Campeonato Brasileiro não afetem o desempenho na competição continental.

Então, a tendência é que o São Paulo vá com a seguinte escalação: Tiago Volpi; Arboleda, Miranda e Léo; Igor Vinícius, Luan, Liziero, Benítez e Reinaldo; Rigoni e Vitor Bueno.

Dessa forma, o São Paulo vai enfrentar o Racing nesta terça-feira (20), às 21h30 (horário de Brasília), em Avellaneda, pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.