Antes de tudo, Internacional x Santos decidem à título do Brasileirão Feminino Sub-17 neste domingo (1), às 11h (horário de Brasília). A saber, as Gurias estão com a vantagem após vencer na Vila Belmiro por 1 x 0. Nesse sentido, as Sereinhas precisam de qualquer vitória por dois gols de diferença para conquistarem a taça.

Primeira derrota das Sereinhas

A princípio, a derrota por 1 x 0 para o Internacional foi o primeiro tropeço do Santos. Anteriormente, a equipe venceu Esmac, Corinthians e Grêmio. Além disso, arrancou o empate contra o Minas Brasília.

Gurias seguem invictas

Por outro lado, o Internacional goleou Cresspompor 9 x 0, São Paulo por 5 x 0 e, por fim, venceu o Grêmio por 3 x 0. Nas semifinais, venceu as Soberanas por 2 x 0, nos dois jogos.

Santos contou com campeãs do Sul-Americano Sub-20

Em princípio, Gi Fernandes e Analuyza, campeãs do Sul-Americano Sub-20 com a Seleção Brasileira, voltaram direto do Chile para a disputa da final. Aliás, a atacante declarou ter q mesma vontade de representar e vencer com o Santos, seja na base ou no profissional.

“Independentemente da categoria, eu sempre quero representar o Santos. Seja no profissional ou na base, vamos com a mesma vontade em busca do título”, disse a camisa 27 das Sereinhas.

Sereinhas estão confiantes na virada

Tanto Analuyza quanto Gi, estiveram em campo na derrota da partida de ida, na Vila Belmiro. Sendo assim, a atacante acredita no potencial do grupo Sub-17 para reverter o placar contrário de 1 x 0 e fazer história ao conquistar o título inédito.

“Infelizmente perdemos o primeiro jogo em casa, mas foi no detalhe. Acredito que temos totais condições de reverter esse placar aqui em Porto Alegre e estamos em busca de fazer história aqui com o Santos, com o primeiro título do Brasileiro Sub-17”, projetou a atacante das Sereias da Vila.

Foto Destaque: Divulgação/ Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC.

Thaynara Bernardo
Apaixonada por futebol desde os 10 anos, encontrei no jornalismo uma forma de me conectar com essa grande paixão. Na faculdade, desenvolvi trabalhos que me tornaram uma profissional versátil, com fácil adaptação e que adora novos desafios. Espero que um dia eu consiga o meu lugar no jornalismo esportivo!