Desde a chegada de Rogério Ceni, Gabriel Sara e Igor Gomes ganharam moral e voltaram à titularidade. Dessa forma, ambos os jogadores foram importantes na vitória contra o Internacional. Inclusive, o camisa 21 marcou o gol da vitória. Assim, os jovens estão melhorando o rendimento da equipe.

Há alguns jogos os atletas vem sendo destaque. Benítez, principal jogador de meio-campo do São Paulo, vem sofrendo com problemas físicos. Então, na ausência do medalhão, Sara e Igor Gomes seguem dando conta do recado. Portanto, Rogério Ceni rasgou elogios aos jogadores.

“São meninos fora de série, excepcionais, atletas que vão crescendo, se tornando importantes. Uma pena que, quando vemos um atleta surgir e jogar tão bem, é sinônimo de que pode perder os jogadores. São dois atletas que eu não queria perder para o ano que vem: Igor Gomes e Gabriel Sara”, disse Rogério Ceni.

Na temporada anterior, sob o comando de Fernando Diniz, ambos foram titulares. O ex-treinador sempre enalteceu os atletas advindos das categorias de base. Contudo, o desempenho dos dois meio-campistas caiu de rendimento na reta final da competição. Assim, ambos perderam espaço com Hernán Crespo. Sara teve algumas opotunidades, mas Igor Gomes prevaleceu na reserva.

Para o São Paulo, os jovens de Cotia estão ajudando a equipe há um tempo. Claro, isso pode culminar em uma possível venda na próxima janela de transferências. Aliás, o clube precisa vender bem pelo menos um dos atletas para a “conta fechar”. Sara e Igor Gomes ganharam moral e Rogério Ceni elogiou os meninos da base.

“O torcedor tem que ter orgulho de Gabriel Sara, Liziero e Igor Gomes. Cotia tem que ter orgulho por ter jogadores como esses. Não só pelo interesse que demonstram no dia a dia, mas também por se entregarem”, afirmou

Foto Destaque: Divulgação/Erico Leonan/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.