São Paulo renova concessão pelo CT da Barra Funda

Nesta quarta-feira (29), o São Paulo firmou o acordo pela renovação da concessão do terreno do CT da Barra Funda. Afinal, o local aonde encontra o Centro de Treinamentos do Tricolor Paulista pertence a prefeitura municipal de São Paulo. Para isso, o clube teve que assumir responsabilidades com a cidade, como forma de “troca mútua”. Afinal, será excelente para a equipe, pois não precisará se mudar e o município não tem interesse pelas terras.

Decerto, o São Paulo terá que construir duas novas creches, nos bairros de São Matheus e Grajaú. Assim, a entrega das obras devem ser feitas até 2023. Caso o Tricolor cumpra sua parte no acordo com a prefeitura, a concessão do terreno será por 40 anos. Então, seria uma preocupação a menos para a diretoria, que vive uma enorme crise financeira.

Com a presença do Prefeito, São Paulo renova concessão do CT

A visita do Prefeito da capital paulista, Ricardo Nunes (MDB), foi para oficializar o acordo. Claro, um contrato foi assinado por ambas as partes. O clube não tem interesse de mudar a localidade do atual CT, mas a hipótese foi considerada pelos dirigentes. Além disso, a prefeitura enxerga com bons olhos a permanência do São Paulo no bairro da Barra Funda.

“A relação com a prefeitura é a melhor possível. Até neste sentido, para não se abrir caminho para interpretações erradas, na esteira da reunião de ontem, iniciamos as tratativas da próxima contrapartida para os próximos anos de acordo com a Lei 16.776 29 de dezembro de 2017”, afirmou Julio Casares.

“Foi muito importante assinar ontem com a prefeitura a escritura para acertar as contrapartidas referentes ao uso do terreno do CT da Barra Funda nos últimos 40 anos. Ficamos felizes em definir esse ponto do acordo, que estava em aberto desde gestões passadas. Assim, encerramos qualquer tipo de discussão com relação ao uso dos últimos 40 anos”, completou.

Em 2022, o CT do São Paulo deve passar por readequações. Assim, o objetivo é modernizar o local, principalmente a academia e o REFFIS. Afinal, o excesso de lesões pode estar relacionado com os antigos aparelhos que o clube possui.

 Foto Destaque: Divulgação/Rubens Chiri/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.