Santa Cruz: confira tudo que aconteceu após a saída de Leston Junior

Desde a noite deste domingo (8), o Santa Cruz pegou fogo em seus bastidores, mesmo com a primeira vitória na Série D. A saber, o técnico Leston Junior pediu demissão, Marcelo Segurado também saiu e, além disso, algumas declarações dos jogadores, em apoio ao ex-comandante, deixaram o clima turbulento no Arruda.

 

Como aconteceu a demissão do técnico Leston Junior

Em coletiva após a partida, o técnico Leston Junior, junto com o diretor executivo de futebol, Marcelo Segurado, além de boa parte dos jogadores corais, se reuniram para revelar aquela que, segundo eles, seria a realidade do clube. A saber, os assuntos tratados foram, principalmente, salários atrasados e condições estruturais da instituição.

“… Que fique claro aqui. O que os senhores vão ouvir aqui, não é apenas a reivindicação de salários, de salário também, todo mundo aqui é pai de família […] Porque esses aqui, por mais que muitos pensem quem sejam máquina, são homens. Isso não é culpa do presidente, mas o clube tá largado mesmo.”

Reações dos jogadores à demissão de Leston

Além disso, no post de anúncio oficial da demissão de Leston no Instagram, alguns jogadores como Gilberto, Tarcísio, Elyeser, Mateus Anderson e Mateusinho, ressaltaram apoio ao ex-comandante.

“Estamos juntos com a comissão e com Marcelo. Qualquer decisão iremos juntos”

A volta de Marcelo Martelotte ao comando do Santa Cruz

Por outro lado, em pronta resposta à demissão de Leston Junior, o Santa Cruz anunciou o retorno de Marcelo Martelotte ao clube coral. A saber, essa será a sua 5ª passagem pelo Tricolor do Arruda em 10 anos.

Anteriormente, ao comando do Terror do Nordeste, em 106 jogos, Martelotte conquistou 51 vitórias ao todo, com quatro títulos em duas dobradinhas. Em 2013 venceu o Pernambucano e o Brasileirão da Série C e, em 2016, conquistou, além do Estadual mais uma vez, o título da Copa do Nordeste.

Foto destaque: Divulgação/ Rafael Melo/ Santa Cruz FC

Payciúma Luiz
Quase duas décadas acompanhando futebol me obrigaram a seguir esse caminho. Acabei me apaixonando pela metamorfose ambulante do mundo da bola e fiz disso o meu ofício. 23 anos, estudante de Jornalismo na UNIBRA, setorista do Santa Cruz no FNV, do Venezia no PL Brasil e torcedor do Paysandu Sport Club.

Deixe um comentário