Daniel Alves com a camisa do São Paulo (Foto: São Paulo)

Nesta semana, São Paulo e Dani Alves chegaram a um acordo sobre o pagamento da dívida. Assim, o clube fez a proposta ao staff do atleta e, oficialmente, o lateral-direito não faz mais parte do clube. Claro, para o Tricolor Paulista saiu muito caro. Então, o déficit são-paulino só aumenta e ultrapassa a casa dos R$ 600 milhões. Portanto, a diretoria do time terá novos desafios pela frete.

A princípio, o São Paulo devia R$18 milhões ao jogador. O valor era referente a salários e direitos de imagem. Contudo, o clube queria rescindir com Dani Aves. Portanto, para quebrar o contrato também seria necessário pagar um determinado valor. Dessa forma, a diretoria negociou por uma semana e ambas as partes chegaram a um senso comum.

Em suma, o acordo entre São Paulo e Dani Alves prevê um pagamento de, aproximadamente, R$25 milhões. Assim, foi definido que o valor seria quitado em 60 parcelas de R$ 417 mil, a partir de janeiro de 2022. Dessa forma, o clube terá um “vínculo” com o jogador até 2026.

Contudo, a diretoria enxergou o acordou com bons olhos e previu uma economia muito grande. Afinal, o ex-camisa 10 recebia um salário de R$1,5 milhão. Além disso, tinha contrato até dezembro de 2022. Portanto, o Tricolor Paulista enxuga a folha salarial e pode ter um pequeno respiro financeiro. Inclusive, nos últimos meses, os dois jogadores mais caros do elenco saíram do clube: Dani Alves e Hernanes.

Agora, Dani Alves está a procura de outro clube. Segundo 0 GE, o Flamengo está querendo contratar o jogador. Claro, o time que contratá-lo sabe que o lateral só poderá disputar o Campeonato Brasileiro, já que o tempo de inscrição para as outras competições estão encerrados.

Foto Destaque: Divulgação/São Paulo

Isaac Rufino
Tenho 19 anos e sou estudante de Jornalismo pela FMU, em São Paulo. Sou apaixonado por Jornalismo e todas as suas áreas, porém a minha preferência sempre foi na área esportiva. Meu primeiro objetivo é ganhar experiência na área, buscar conhecimento e aprender com os melhores, por isso estou aqui. Entretanto, ao falar sobre objetivos futuros, tenho certeza de que a minha maior meta é fazer a cobertura de uma Copa do Mundo. Me considero um cara exigente, obstinado e não me contento em ser apenas mais um. Estou aqui para mostrar a minha capacidade e galgar degraus dentro do Jornalismo.