Roberto Diomedi, CEO do Bolton Group afirma: "Peres estava muito empenhado em administrar o clube"

Antes de mais nada, em entrevista exclusiva ao Futebol na Veia, Roberto Diomedi, CEO do Bolton Group, contou um pouco das negociações com o Santos que não avançaram. Além disso, afirmou estar feliz com a nova parceria do Peixe com a WTorre.

INÍCIO DAS NEGOCIAÇÕES

Primeiramente, em 2019, o até então presidente José Carlos Peres viajou à China e aos Emirados Árabes em busca de parceria para o clube. Dessa forma, a Bolton Holding Group, que tem como seu principal produto a moeda virtual Bolton Coin, anunciou a parceria para construção do novo estádio e um grande centro de treinamentos para as categorias de base.

No entanto, a parceria não se concretizou. Durante muitas reuniões Roberto Diomedi faltou e sumiu. No entanto, afirmou que as dificuldades vinham por parte do Santos.

“O começo da negociação não foi fácil. Porque o Santos vinha de alguns problemas com treinadores, e Peres estava muito empenhado em administrar o clube. E provavelmente pensava que não fosse uma coisa concreta. Porque sucessivamente conversamos de maneira produtiva até o final. Sempre com respeito das posições e das regras do clube. Como disse, o nosso responsável legal, João Paulo Campos, fez um grande trabalho. Ele é santista 100%”.

TORCIDA PELO SANTOS

Em suma, logo no começo da entrevista, Roberto Diomedi mandou os parabéns ao Santos pela classificação para a fase de grupos da Libertadores. Além disso, lamentou a derrota na final da última temporada.

“Em primeiro lugar, parabenizo o Santos pela classificação para a Libertadores. Sempre sigo com paixão os jogos. Eu acompanhei também a azarada final da Libertadores passada”.

Além disso, afirmou que torce para que o futebol retorne e que possa ver um jogo do Santos novamente no estádio. “Mal posso esperar para voltar ao Brasil e ver um jogo no estádio novamente”, disse.

ELOGIOS AO PRESIDENTE JOSÉ CARLOS PERES

Roberto Diomedi afirmou que foi feito todo o trabalho necessário para a construção da Bolton Arena do Santos. Assim, elogiou José Carlos Peres pelo suporte dado à empresa. “A negociação com Peres foi perfeita. Ele também entendeu que podia ser muito importante para o crescimento do clube”, comentou.

Além disso, afirmou que a empresa fez tudo que era necessário para que o projeto acontecesse:

“Para o Projeto Bolton Arena, fizemos todo o trabalho que tínhamos que fazer. Devo dizer que no começo Peres deu todo o suporte que pedimos. Infelizmente, o Santos tem uma diretoria que é muito conservadora e, provavelmente, não entende bem como desenhar o projeto e o seu potencial!”.

Perguntado sobre qual gestão Roberto Diomedi estava se referindo, ele respondeu. “Acho que a diretoria do Santos é sempre a mesma. Enfim, estou me referindo à gestão de Peres”.

IMPEACHMENT DE JOSÉ CARLOS PERES

No fim do ano passado, José Carlos Peres sofreu impeachment. Dessa forma, sócios do clube aprovaram, por ampla maioria, o impeachment do dirigente em assembleia geral. Perguntado sobre o que mudou após o impeachment do presidente, Roberto afirmou:

“O impeachment de Peres não mudou as tratativas que de qualquer forma. Foram seguidas do nosso responsável legal João Paulo Campo, que segue com nossos afazeres na América do Sul. O projeto de qualquer forma acabou sendo apresentado à diretoria e aos seus integrantes. Mas evidentemente preferiram ir para um outro tipo de operação, mais tradicional”.

AJUDA DO SANTOS?

Questionado sobre os custos de suas viagens ao Brasil, Roberto logo respondeu: “Sempre paguei minhas viagens e passagens para o Brasil sem nunca pedir nada ao clube”, afirmou.

ARENA WTORRE

Antes de mais nada, o Santos deve ter um novo estádio em breve. A próxima reunião com a WTorre está marcada para a próxima terça-feira (20), onde deve ser decidido os últimos detalhes. Dessa forma, Roberto afirmou estar ciente do avanço da nova Arena do Santos e disse estar feliz:

“Quando eu soube que o Santos tinha um outro projeto, de qualquer forma fiquei feliz! Porque o time e os torcedores merecem uma nova casa. A história do clube merece!”.

Além disso, Roberto acredita que o novo projeto da WTorre seja melhor com a atual situação do Santos:

“Atualmente acredito que seja melhor o Santos trabalhar com o novo patrocínio. Sem dúvidas, encontrarão um modo de desenvolver um novo CT. Para nós era a base do projeto, seja pelo impacto social que podia ter no território e para a população, sem contar com a construção para o futuro do clube, que historicamente tem como objetivo a venda de jogadores”.

NAMING RIGHTS DA NOVA ARENA

Durante a entrevista, foi questionado se a empresa teria interesse de futuramente comprar os direitos do naming rights da Nova Arena do Santos. Roberto afirmou que “não, por enquanto acho que o Santos seguiu seu próprio caminho”.

NOVIDADES NO BRASIL

Decerto, o CEO da Bolton afirmou que após a exposição das negociações com o Santos outras equipes do Brasil se interessaram pelo modelo que foi implementado pela empresa para a construção do estádio. Com isso, em breve pode-se ter uma Arena Bolton mesmo com o fim das negociações com o Peixe.

“Estamos sempre abertos a futuras colaborações com o Santos, mas não só isso. Atualmente outros clubes pediram de proceder com o projeto análogo e apresentado ao Santos. Estamos discutindo com o responsável legal João Paulo Campos qual levar adiante. Certamente analisaremos vários patrocinadores e diversos business no Brasil. Esse sempre foi nosso interesse”.

Assim, confira mais notícias do Peixe:

Foto Destaque: Divulgação/Santos

Alef Sousa
Sempre fui apaixonado por esportes, especialmente futebol. E vi através do jornalismo uma oportunidade de estar trabalhando com a minha Paixão. Estou no 3º Semestre da faculdade de Jornalismo. Meu grande Objetivo é torna-me repórter de campo e cobrir grandes competições. Sou um cara, extrovertido, animado, comunicativo e cheio de vontade de aprender.