Na tarde desta segunda-feira (10), o Retrô FC Brasil, com sede em Camaragibe, região Metropolitana do Recife, anunciou sua entrada no modelo de SAF. Assim, o clube, no formato de Sociedade Anônima do Futebol, deixa de ser um clube apenas com finalidade social, como vinha sendo desde 2016.


A história do Retrô


Primeiramente, o Retrô Futebol Clube do Brasil nasceu em 2016, através do empresário Laércio Guerra, em investir com um projeto social. Com isso, a intenção era de alcançar crianças e adolescentes de baixa renda atreladas ao esporte. No entanto, o foco seria o futebol, visando o desenvolvimento nas esferas sociais, físicas e psicológicas.

Dentro das quatro linhas

Em 2019, o Retrô se tornou um clube profissional, começando pela A2 do Pernambucano, onde, na sua primeira participação, logrou êxito em conquistar o acesso para a divisão de elite. No entanto, mesmo com o vice-campeonato para o Decisão de Bonito, a Fênix já havia marcado sua história, pois, até então, nenhum clube tinha sido promovido ao principal nível do estado no seu ano de estreia, até o Caruaru City, em 2021.

Competições nacionais e a Batalha de Bacaxá

Assim, em 2020, no seu segundo ano de profissionalização, o primeiro na A1, o Retrô alcança vaga na Série D e na Copa do Brasil, ambos em 2021. No entanto, na quarta divisão, mesmo passando da fase inicial,  não passou pelo ABC, que viria a ser um dos times ascendentes à Série C. Por outro lado, na competição mata-mata, eliminou o Brusque, em jogo único, por 1 x 0, e enfrentou o Corinthians, também em partida única. Neste confronto, a equipe azulina, mesmo jogando um futebol melhor e mais bonito, acabou sendo eliminada nos pênaltis, em uma partida tensa no Estádio Eucyr Resende, em Saquarema-RJ.

SAF do Retrô e temporada 2022

Portanto, fica a expectativa de saber como será o desenvolvimento do novo projeto da Fênix. Além disso, o empresário Laércio Guerra, fundador do Retrô, também é proprietário de outros ramos de negócios. Entre eles, educação, habitação, academia e restaurante e fica, agora, com 40% do clube.

Foto destaque: Divulgação/Retrô FC Brasil

Payciúma Luiz
23 anos vividos do jeito que dá. Estudante de Jornalismo e setorista do Santa Cruz aqui neste recinto.

Deixe um comentário