Prejuízos no Clássico-Rei

Na noite desta quarta-feira (22), Fortaleza x Ceará se enfrentaram pela Copa do Brasil, na Arena Castelão, Fortaleza, Ceará. Assim, a partida terminou com vitória do Fortaleza por 2 x 0, gols de Yago Pikachu. De fato, como já ocorreu em outras oportunidades, houve confusão e prejuízos no Clássico-Rei.

Primeiramente, o estado do Ceará, através da Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv), responsável pela administração da Arena Castelão, comunicou que contabilizou 204 cadeiras quebradas, após o jogo.

Assim, o prejuízo no Clássico-Rei é de R$ 94.421,40. Decerto, os dois times serão responsáveis por arcar com as despesas da depredação que seus torcedores fizeram na Arena Castelão. De acordo com a Secretaria, há estoque reserva de cadeiras e já está sendo providenciada a instalação. Enfim, não foi informado quanto cada clube vai desembolsar para cobrir os custos referentes ao prejuízo.

Nota oficial – Prejuízos no Clássico-Rei

Confira a nota oficial da Sejuv:
“A Secretaria do Esporte e Juventude (Sejuv) informa que contabilizou 204 cadeiras quebradas, no jogo do último Clássico-Rei entre Fortaleza x Ceará, no dia 22 de junho, totalizando prejuízo de R$ 94.421,40. A Sejuv conta com estoque reserva de cadeiras e já está providenciando a instalação. A Secretaria lembra ainda que os clubes são responsáveis pelo ressarcimento do valor referente às cadeiras”

Repercussão da derrota

Após a derrota, além da questão financeira, o prejuízo no Clássico-Rei foi também dentro de campo. O treinador do Ceará, Marquinhos Santos assumiu a completa responsabilidade pelo que aconteceu em campo. “Se houve uma derrota, um erro estratégico, esse erro foi meu. Os atletas se doaram, se propuseram a fazer aquilo que foi treinado em pouco tempo. Os atletas estão buscando, estão trabalhando. Estão indignados com a derrota, mas acredito nesse grupo e que eles vão dar a resposta já no final de semana”, disse o comandante do Vozão.

Apesar de ser o primeiro Clássico-Rei como treinador do Ceará, Marquinhos Santos treinou o Fortaleza entre 2016 e 2017. Não por acaso, o treinador fez questão de deixar claro o quanto o jogo é importante para a sua afirmação a frente do clube. “A derrota dentro de um clássico tem um peso. Mas ela não pode ter mais peso do que três pontos, é a primeira parte de um jogo eliminatório. Tem que se ter equilíbrio. Temos um caminho pela frente, não tem nada definido, acredito no grupo, nos meus comandados”, concluiu.

Próxima Rodada

Ceará jogará novamente no Castelão, desta vez como mandate, contra o Atlético-GO, também pela 14ª rodada do Brasileirão, no domingo (26), às 18h (horário de Brasília). O Vozão está na 13ª posição com 16 pontos e não deve ter Mendoza, seu artilheiro na temporada, ainda se recuperando de lesão.

Foto Destaque: Divulgação/Felipe Santos / Ceará SC

Vinicius Alexis

Vinicius Alexis

Vinicius Alexis, 33 anos, jornalista, pai da Valentina, apaixonado por futebol, NBA e NFL. Comentarista na equipe Bate Fundo Esportivo.