Não faltou emoção no 755º Clássico Rei da Amazônia. Após mais de 90 minutos de duelo, o Paysandu conseguiu quebrar a sequência de títulos estaduais do Remo e levantou a taça do Campeonato Paraense pela 48ª vez. O fato fez o Papão se isolar como maior campeão do estado, seguido pelo próprio Leão, que ostenta 46 títulos. Após vencer a partida de ida por 2 x 1, o Paysandu precisava de um simples empate, mas sagrou-se campeão com uma vitória por 1 x 0 neste domingo (6).

Verificado
REGISTE-SE NO BET365 > 365APOSTA
Bônus e Detalhes das ofertas
NOVOS CLIENTES: OBTENHA ATÉ R$200 EM CRÉDITOS DE APOSTA. USO CODIGO BONUS 365APOSTA
Termos e Condições:

 NOVOS CLIENTES: OBTENHA ATÉ R$200 EM CRÉDITOS DE APOSTA.
Retornos excluem valor em Créditos de Aposta. Aplicam-se T&C, limites temporais e exclusões. O código de bônus 365APOSTA pode ser usado durante o registro, mas não altera o valor da oferta de forma alguma.

Expira em: 31-12-2021
Última verificação: há 2 dias

1º TEMPO

Em busca do resultado após a derrota no primeiro jogo da final, o Remo não perdeu tempo e foi responsável pelas chances mais claras de gol no primeiro tempo. Apesar de ter menos posse de bola no início, o Leão buscava a meta adversária com mais perigo e insistiu nas bolas aéreas. O atacante Tcharlles chegou a carimbar a trave de Gabriel Leite, mas o zero não saiu do placar.

Nesse meio tempo, o Remo precisou lutar com a desvantagem numérica após o zagueiro Fredson receber o segundo amarelo, o que obrigou o técnico Mazola Jr. a sacrificar seu atacante Zé Carlos para a entrada de Mimica, evitando um enfraquecimento da defesa azulina. Enquanto isso, o Paysandu concentrava seus ataques pela esquerda com Vinícius Leite, mas exigia pouco do goleiro Vinícius, com chutes de fora da área.

2º TEMPO

Já aos 5′, o lateral Tony assustou o Remo ao receber a bola livre, mas chutou em cima da zaga e perdeu uma chance clara de abrir o placar. Apesar do resultado favorecer o Paysandu, o time da Curuzu seguia em busca do gol, enquanto as chances do adversário eram concentradas nas finalizações de Tcharlles. O Remo chegou a assustar com uma cobrança de falta de Charles, que foi para fora. Aos 36′, Luiz Felipe também foi expulso após falta perigosa e o jogo passou a ter dez contra dez, mas não adiantou.

Mesmo com o título nas mãos, o Paysandu fez a alegria da torcida, que acompanhava o jogo de suas casas, com um gol. No último minuto do campeonato, Uchôa apareceu na entrada da área e fez a festa dos bicolores, selando assim o 48º título paraense do Papão. O resultado ainda aumentou o tabu para dez jogos sem perder para o Remo, além de quebrar uma sequência de títulos estaduais do rival, que ocorria desde 2018.

E AGORA?

A fim de esquecer o revés no estadual, o Remo agora enfrenta o Treze, na Paraíba, com a chance de retomar a liderança do grupo A da série C do Brasileirão. O Leão está com oito pontos, atualmente na terceira colocação e joga nesta quinta-feira (10). Já o Paysandu também joga pelo Campeonato Brasileiro da terceira divisão, porém na quarta-feira (9). O Papão pega a Jacuipense dentro de casa, tentando afastar de vez a má fase no nacional. Os bicolores estão na oitava colocação do grupo A, com apenas quatro pontos.

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução / Jorge Luiz / Paysandu.

Avatar
Tarik Duarte
Contador de histórias que largou tudo pra seguir o jornalismo e sonha em viajar o mundo mostrando a emoção do esporte com letras e imagens. Diretamente do calor de Belém do Pará.

Artigos Relacionados