O Paraná Clube sofreu o terceiro rebaixamento em apenas quatro anos. Dessa forma, o time saiu da Série A para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2018 para cá. Contudo, a vitória do São José-RS sobre o Oeste na manhã do último sábado (18) acabou com qualquer chance de permanência na Série C.

A partir disso, essas quedas do Paraná nos últimos anos têm várias explicações. Bem como, investimentos mal feitos por diversas diretorias, inúmeras dívidas trabalhistas. Ainda assim, como não falar das jovens promessas perdidas de graça e trocas constantes de treinadores. Dessa forma, dentro de campo, o Tricolor conquistou apenas três vitórias em 16 jogos. Contudo teve ainda quatro empates e nove derrotas, com aproveitamento de 27,1%.

Por outro lado, o novo presidente do Paraná, Rubens Ferreira tomou posse na última terça-feira (14). Em nota divulgada no site oficial, ele falou em “reconstruir” o clube, mas reconheceu o “desafio gigantesco”.

“Nós todos estamos conscientes da gravidade da situação em que nosso clube se encontra. Quando coloquei meu nome à disposição dos associados como candidato à presidência. Eu tinha plena consciência dessa realidade. Uma realidade que poderia assustar qualquer um. Menos a mim e aos integrantes da nossa chapa”, escreveu o presidente.

Um dos objetivos da nova diretoria tricolor é justamente acabar com as trocas de técnicos “sem critério” e com a contratação de “dezenas de atletas a cada temporada”.

“O ponto principal é o futebol. Futebol que não vai mais trocar de treinador sem critério, que não vai mais contratar dezenas de atletas a cada temporada. Futebol que fundamentalmente vai buscar resgatar a essência de clube formador que sempre nos caracterizou”, completou Rubens Ferreira na nota.

Paraná Clube nas últimas temporadas

  • 2017 – consegue o acesso à Série A após 10 anos
  • 2018 – rebaixado para a Série B
  • 2019 – sexto lugar na Série B, seis pontos atrás do G-4
  • 2020 – rebaixado para a Série C
  • 2021 – rebaixado para a Série D

Foto Destaque: Divulgação Paraná Clube/Rodrigo Sanches

Luiz Santos
Escrever se torna um refúgio. Falar sobre esportes virou uma paixão. Setorista do Paraná FC