O futebol uruguaio viveu um período de cinco anos onde Peñarol e Nacional não foram campeões

- Entre 1987 e 1991 Defensor, duas vezes, Danubio, Progreso, Bella Vista foram os campeões em sequência
O ano em que o Defensor acabou com a hegemonia de Peñarol e Nacional no futebol uruguaio

Em 25 de julho de 1976, o Club Atlético Defensor, hoje Defensor Sporting Club, quebrou a hegemonia de Peñarol e Nacional na era profissional do futebol uruguaio. Isso porque, pela primeira vez, naquele ano uma equipe se consagrava campeã além das duas maiores forças do país desde 1932. Oito anos depois foi a vez do Central Español desbancar o Peñarol na grande final, de 1984, lideradores por Líber Arispe e José Luis Villarreal.

Até que chegamos a temporada de 1987, um ano polêmico no Brasil, e de glória para o Defensor no Uruguai. Pouco mais de 11 anos depois de conquistar o primeiro título, os violetas superaram o gigante Nacional, com o gol de Miranda, no Estádio Luis Franzini. Assim, se consagrando novamente como campeões uruguaios. Foi neste momento que começou algo histórico no futebol uruguaio, o período de cinco anos em que os times pequenos conquistaram o importante título nacional.

1988: O TÍTULO DO DANUBIO

No ano seguinte, 1988, o Danúbio com Ildo Enrique Maneiro comando os ‘Pibes de Waltdisney' conquistaram o Campeonato Uruguaio. Dessa forma, juntos fizeram os torcedores cantar “… O Danúbio quer a taça e ninguém toca”. Portanto, Ruben “Polillita” Da Silva, Edgard “Pompa” Borges, Ruben Pereira e uma grande equipe ficaram marcados na história do clube.

A confirmação da conquista inédita foi no domingo de 27 de novembro, quando o gol de “Polillita” Da Silva derrotou o Progreso, no estádio Jardines del Hipódromo”. Terminando aquela edição em primeiro lugar, com nove pontos à frente do Peñarol e Defensor, ambos com 31.

Danubio campeão uruguaio 1988. Foto: Reprodução/Fútboluy
Danubio campeão uruguaio 1988. Foto: Reprodução/Fútboluy

1989: O TÍTULO DO PROGRESO

Em 1989, por conta de problemas devido ao calendário da Copa América e das Eliminatórias, o Campeonato Uruguaio daquele ano foi disputado somente o que seria o primeiro turno no Brasil. Assim, o Progreso, em La Lateja, fez o bairro inteiro se orgulhar do clube, porque os melhores no país daquele ano saíram do bairro histórico de Montevidéu.

Os ‘Gaúchos do Pântano‘, jogo por jogo, deixaram de ser uma surpresa e se tornaram realidade. Saúl Rivero era o treinador e, em campo. Pedro Pedrucci, Johnny Miqueiro, Próspero Silva, William Gutiérrez e companhia conquistaram nove vitórias em em 12 rodadas. Sendo assim, com apenas uma derrota, esta para o Wanderers, em 14 de dezembro, após o empate contra o Central Español, o clube conquistou o título tão aguardado, fazendo os fãs de guacho gritarem ‘Dale Campéon'.

Progresso campeão uruguaio de 1989. Foto: Reprodução/Fútboluy
Progresso campeão uruguaio de 1989. Foto: Reprodução/Fútboluy

1990: BELLA VISTA SURPREENDE

Em 1990, o Bella Vista conquistou o surpreendente título de campeão do Uruguai, pela primeira e única vez em sua história. Contudo, o elenco foi comandado por Manolo Keosseian, misturado com experiência e juventude: Henry López Báez, Juan Bogado, Rubens Navarro, José Aguiar, Alberto Acosta, Álvaro Gutiérrez, Julio Daniel Morales, Rubén Silva, Ricardo Canals, entre outros.

No fim daquele ano, em dezembro, quando restava ainda duas rodadas para acabar o campeonato, o empate contra o Cerro deu o título mais que especial aos seus torcedores, o colocando em um lugar privilegiado no futebol uruguaio.

Bella Vista campeão uruguaio de 1990. Foto: Reprodução/Fútboluy

O FIM DA ERA

Encerrando o período de cinco anos da consagração das equipes inferiores no Uruguai, o Defensor Sporting Club foi novamente ao topo em 1991. A equipe composta por Marcelo Tejera, Claudio Arbiza, Silva Cantera, liderados por Juan Ahuntchain chegava ao terceiro título de sua história violeta. E a consagração veio na última rodada contra o Central Español. Jogo que terminou em 0 x 0, garantindo a diferença de dois pontos para o Nacional (35 x 33).

Defensor Sporting campeão uruguaio de 1991. Foto: Reprodução/Fútboluy
Defensor Sporting campeão uruguaio de 1991. Foto: Reprodução/Fútboluy

ATUAL SITUAÇÃO DOS CLUBES

Esses cinco anos foi o único período de toda a história do futebol uruguaio onde Peñarol e Nacional ficaram por anos sem conquistar o título. Tanto que, desde 1991 apenas outros dois clubes foram campeões: Danubio (em 2004, 2006/07 e 2013/14) e Defensor Sporting (2007/08). Dessa forma, desde a temporada 2014/15 somente Nacional e Peñarol venceram.

Hoje o Club Atlético Bella Vista e o Central Espãnol disputam a Segunda División Profesional do Uruguai. Inclusive, o último encontro entre as equipes terminou 2 x 0 para os visitantes, em 30 de novembro de 2019, onde ficaram em 11º e 10º lugar, respectivamente.

Por outro lado, Defensor, Danubio e Progreso estão na 1ª divisão. Entretanto, apenas Os Gauchos fizeram uma boa temporada em 2019, alcançando uma vaga na primeira fase da Libertadores, no qual veio a perder para o Barcelona Guyaquil, do Equador. Por outro lado, Defensor e Progreso terminaram na parte de baixo da tabela. Mas começaram bem em 2020, ambos estão no G4.

O Apertura Uruguaio retorna, depois da paralisação ainda em março, no próximo sábado (8 de agosto).

 Foto destaque: Reprodução/Fútboluy 

Thiago Lopes

Sobre Thiago Lopes

Thiago Lopes já escreveu 578 posts nesse site..

Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

BetWarrior


Poliesportiva


Thiago Lopes
Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados

Topo