Mazola Jr deixa o comando do Remo

Mais um clube paraense fica sem treinador. Dessa vez, o , com um jogador a mais, foi a gota d'água para um momento ruim da equipe azulina. O treinador estava no comando desde fevereiro deste ano.

https://www.instagram.com/p/CFaTkQbpHtf/?utm_source=ig_web_copy_link

Segundo nota divulgada pela assessoria do clube, a demissão foi acordada em reunião junto a diretoria, durante esta segunda-feira (21). Confira o que diz o Remo.

O Clube do Remo informa que Mazola Jr não faz mais parte do comando técnico azulino para o restante da temporada. O treinador acertou sua saída nesta segunda-feira (21) após reunião com a diretoria. Mazola Jr chegou ao clube em fevereiro. Ao todo, foram 16 jogos, sendo sete vitórias, seis empates e três derrotas. A diretoria azulina agradece o empenho e profissionalismo, e deseja sorte nos próximos trabalhos de sua carreira.

Aliás, o resultado desagradável deixou o clube na 4ª colocação do grupo A da Série C, com 10 pontos ganhos. Entretanto, a situação do treinador acabou se agravando após a derrota no Parazão. Em síntese, o título escapou pelos dedos, após duas derrotas para o maior rival, o Paysandu.

Por fim, é importante ressaltar que Mazola tem vasta experiência no comando técnico. Além do Remo, clubes como Ponte Preta, Criciúma, Bragantino e até o próprio Paysandu, estão no currículo do treinador de 55 anos. Mas tudo isso não foi o suficiente e a diretoria do Leão deve buscar um substituto o mais breve possível.

Avatar
Ruan Silva
Meu nome é Ruan Silva da Silva, tenho 24 anos, moro na cidade de Altamira no Pará. Sou graduado na área de Letras, com habilitação em Língua Portuguesa e no momento pós-graduando na área de Linguagem e Ensino, ambos pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Sou deficiente físico, tenho dificuldades na questão da locomoção, que dificulta um pouquinho as coisas, mas nada que impeça de exercer diversas atividades. Sou apaixonado por todos os esportes, principalmente pelo futebol, corintiano e simpatizante de diversos clubes na Europa que não cabem todos aqui e apaixonado também pelo jornalismo esportivo tendo como ídolos, ícones como Galvão Bueno, Luciano do Valle, André Henning, Vitor Sérgio Rodrigues e outros mais. Uma curiosidade minha é que consegui na graduação em um ambiente voltado aos estudos de ensino e aprendizagem, incluir o futebol no principal trabalho dos quatro anos de curso, o TCC. Escrevi sobre Nelson Rodrigues e a Copa de 1950, temas raramente trabalhados numa graduação como essa. Enfim! Sonho em um dia trabalhar efetivamente na área que tanto amo e acredito que posso fazer um bom papel no meio.

Artigos Relacionados