Matheus Cavichioli volta aos gramados após 7 meses: “indescritível”

Neste sábado (25) o América-MG tomou uma goleada do Flamengo por 3 x 0 no Maracanã. Mas um fato positivo marcou a noite infeliz do Coelhão. A saber, o goleiro Matheus Cavichioli voltou aos gramados após sete meses. Em suma, ele já estava recuperado de sua cirurgia no coração. Porém, esta é a primeira vez que o arqueiro americano entrou em campo mesmo desde a partida contra o São Paulo na 38ª rodada do Brasileirão 2021.

Matheus Cavichioli de volta

No dia 15 de janeiro de 2022 o goleiro Matheus Cavichioli recebeu o diagnóstico de que estava com um problema cardíaco. A saber, o atleta americano tinha uma artéria obstruída. Portanto, teria que passar por um procedimento cirúrgico, para colocar um catéter.

Então, o goleiro passou pela cirurgia, e iniciou sua recuperação. Em suma, Matheus Cavichioli perdeu maior parte da campanha do América na Libertadores. Mas já estava de volta aos treinos em meados de abril. Dessa forma, ele chegou a compor a relação do time na partida contra o Juventude, pela 2ª rodada do Brasileirão.

De lá para cá, Matheus Cavichioli ficou no banco de reservas do América em 15 jogos. A saber, Jaílson vinha em uma boa sequência. Então, o goleiro teve que esperar sua chance.

Em seguida, na partida contra o São Paulo, Matheus sofreu uma lesão muscular e ficou de fora contra FluminenseFortaleza. Mas diante dos cearenses, Jaílson também ficou de fora por problema físico (e ainda está). Então, Airton assumiu a meta americana.

Para encarar o FlamengoMatheus Cavichioli se recuperou antes de Jaílson. Assim, recebeu sua chance de entrar em campo depois de sete meses fora dos gramados. Assim, atuou os 90 minutos na derrota no Rio de Janeiro. Bem como fez quatro boas defesas.

Pronunciamento do goleiro

Em seu perfil oficial no Instagram, Matheus Cavichioli comentou sobre sua volta aos gramados.

“Certamente não foi a reestreia que gostaria, principalmente o resultado que gostaria,
mas entrar em campo foi indescritível. 6 meses de espera, de trabalho, incertezas mas de principalmente acreditar que algo bom está por vir. O momento não é o melhor, mas pode melhorar, é uma vida acreditando no impossível e comprovando que impossível não passa de uma palavra feita pra parar os que não acreditam de verdade”, disse o goleiro do América.

Foto destaque: Divulgação / América FC

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.