Mancini diz que Vuaden errou em jogo do América

América perdeu mais uma partida no Brasileirão. A saber, dessa vez o Coelhão saiu derrotado do Castelão pelo Fortaleza, por 1 x 0, gol marcado por Yago Pikachu. No entanto, decisões do árbitro Leandro Pedro Vuaden (RS) causaram polêmica. Assim, Vágner Mancini, técnico do Coelho, avaliou os lances que foram pivô da discussão. Bem como opinou que o juíz errou em não marcar dois pênaltis a favor do seu time.

Mancini analisa os lances polêmicos

Primeiramente, Vágner Mancini analisou friamente ao ser perguntado sobre os lances polêmicos. De acordo com o técnico, ele assistiu aos lances no vestiário. Assim, teve condições de opinar com mais propriedade. Segundo ele, Vuaden teria errado em não ter marcado dois pênaltis para o América-MG. E ainda relembrou um outro lance que ocorreu diante do Fluminense.

“Não tenha dúvida que o Vuaden hoje foi infeliz nos lances, nos dois. Eu vi agora com muita calma no vestiário, e na minha opinião nos dois lances ele deveria marcar o pênalti. No primeiro há o puxão na camisa, o que impossibilita que ele toque a bola naquele instante. E no segundo lance, muito similar ao do Alê no último jogo nosso. Então há aí uma diferença de interpretação, disse.

A saber, o meia Alê foi expulso por Anderson Daronco (RS) diante do Fluminense por uma cotovelada durante disputa de bola no meio de campo. Vágner Mancini relembrou por causa da similaridade deste lance com a disputa de bola entre Tite (zagueiro do Fortaleza) e Germán Conti. O argentino levou a pior, e dentro da área, mas Vuaden não deu nada, mesmo olhando o VAR.

América prejudicado e conversa com Vuaden

Vágner Mancini ainda explicou como o América-MG teria sido prejudicado pelas decisões do árbitro. Bem como revelou o que disse a Leandro Pedro Vuaden no fim da partida.

“Hoje tivemos duas oportunidades. Uma de sair na frente do Fortaleza, que certamente tornaria o jogo diferente. E já no finalzinho do jogo a gente tem outra chance, e ele foi chamado para analisar no vídeo. E se ele foi chamado, é porque teve alguma coisa. Então foi uma decisão única e exclusiva dele. E foi isso que eu falei para ele no final do jogo, de uma forma muito respeitosa. Porque eu sei que o árbitro não está ali para errar. Mas eu acho que ele errou nos dois lances”, concluiu Mancini.

Foto: Divulgação / América FC

Caian Oliveira
Minha paixão sempre foi o futebol. Mas, nunca sonhei em ser jogador. Não, meu sonho de moleque era levar o futebol às pessoas através da Comunicação. E aqui estou, realizando meu sonho.

Deixe um comentário