Goiás: como foi a busca por técnicos?

Antes de mais nada, o Goiás anunciou oficialmente na noite de ontem (20), a contratação do técnico Marcelo Cabo. No entanto, como informou-se antes pela nossa matéria, o Esmeraldino analisou outros nomes no mercado, como o de Rogério Ceni e Vanderlei Luxemburgo. O vice-presidente do Conselho Deliberativo do clube, Edminho Pinheiro, em entrevista ao programa Feras do Esporte, admitiu a procura por esses profissionais e explicou como foram as conversas.

QUAIS FORAM OS PRIMEIROS NOMES ESCOLHIDOS PELO GOIÁS?

“Apareceu até técnico da Turquia, sendo oferecido ao Harlei. Nosso primeiro nome foi Vanderlei Luxemburgo. Domingo liguei pra ele e conversamos muito, tentei usar da nossa amizade. Ele estava muito decepcionado com sua saída do Palmeiras. Eu falei, pensa direito vem pra Goiânia fica aqui uns quatro meses ai você pensa se vai parar sua carreira ou não, ok? Ele ficou de pensar e me ligar”, disse.

COMO FORAM AS CONVERSAS COM O CENI?

“No outro dia eu liguei para o Ceni, sabendo que era apenas para cumprir uma situação, saber que é quase impossível eu sabia, mas eu falei não custa nada ligar. Eram umas seis horas da tarde quando eu mandei uma mensagem pra ele, ele me respondeu dizendo que assim que pudesse ia me ligar. O presidente tem uma amizade com o Dorival Júnior, mas ele disse que só ia ligar pra ele quando fosse oficializada a saída do Pintado. Eu fiquei aguardando a ligação do Ceni e do Luxemburgo”, relatou.

E O LISCA? ROLOU ALGUMA COISA COM O GOIÁS?

“Enquanto isso liga para o Harlei, o empresário do treinador Lisca, dizendo que muitas pessoas estavam dizendo que o Goiás queria o Lisca. O Harlei me ligou, eu conversei com esse empresário que disse que time da série B ele só treina o Goiás. Não demorou dez minutos, deu uma pressa no empresário do Lisca que disse que ligaria daqui a pouco, mas depois ligou para o Harlei e disse que a não tinha interesse na proposta, mas como foi ele que veio atrás de nós, decidimos seguir em frente”,  comentou.

O PRESIDENTE LIGOU PARA O DORIVAL JR?

“O presidente tem uma amizade com o Dorival Júnior, mas ele disse que só ia ligar pra ele quando Pintado de fato deixasse a equipe. Após a demissão, o presidente ligou para o Dorival Júnior, mas ele está passando por uma situação pessoal delicada de enfrentamento de uma doença da esposa”, respondeu.

QUEM TOMOU A INICIATIVA DE ESCOLHER MARCELO CABO?

“A contratação do Marcelo Cabo foi uma vontade do Presidente Hailé Pinheiro, isso é fato, mas ele nem sabia que o Cabo tinha sido demitido, então eu liguei para o Presidente que também gosta do Cabo. Eu calado liguei para o professor Cabo ontem, conversamos por uma hora e meia e eu contei tudo que estava acontecendo no Goiás, expliquei que o Goiás não vai ficar pegando microfone e expondo treinador, eu disse a ele que não vamos interferir no trabalho dele, mas que tudo que acontecer no Goiás vamos discutir com ele”, contou.

Foto destaque: Divulgação/

André Merice
A paixão pelo esporte me fez escolher a profissão. A experiência como atleta não foi como o esperado. Então, procurei algo em que me encaixasse. E o Jornalismo foi a primeira opção! Falar já é bom, quando o assunto é futebol, se torna melhor ainda.

Deixe uma resposta