Luciano do Valle, o “Bolacha”: uma trajetória impecável no jornalismo esportivo

- Um dos maiores narradores esportivos que a televisão brasileira já teve
Luciano do Valle, o "Bolacha": uma trajetória impecável no jornalismo esportivo

Narrador esportivo, radialista, apresentador de TV e um jornalista completo. Luciano do Valle foi um ícone do jornalismo esportivo. Narrou inúmeras Copas do Mundo e era protagonista em todas as emissoras, como Globo, Record e Bandeirantes. Foi o responsável por introduzir “outros esportes” no Brasil nas décadas e 1980 e 1990, quando somente o futebol era “famoso”.

Luciano do Valle

Narrava futebol no rádio, como tantos outros, mas começou a fazer também vôlei e basquete, sendo seu diferencial. Transmitiu a Copa de 1970 no tricampeonato do Brasil. Na Globo, sua primeira transmissão foi de basquete masculino.

Narrou Fórmula 1 no segundo título de Emerson Fittipaldi. Entre tantos momentos marcantes, narrou a vitória do piloto brasileiro José Carlos Pace no GP do Brasil de 1975 e também o acidente de Niki Lauda no GP da Alemanha de 1976.

Leia também

Seu primeiro grande feito foi a organização, em julho de 1983, do Grande Desafio de Vôlei entre as seleções masculinas do Brasil e da União Soviética, no Estádio do Maracanã, com transmissão ao vivo da Record. Com um público de mais de 95 mil pessoas, a partida é considerada como um divisor de águas no esporte brasileiro.

Assim, detém, até hoje, o recorde de público numa partida de vôlei. Além disso, ajudou a tornar ídolos nacionais jogadores como Bernard, William, Montanaro e Renan, que depois ficaram conhecidos como a “Geração de Prata” do vôlei brasileiro.

Posteriormente, na Band, com o slogan o “Canal do Esporte”. Criou o programa de longa duração Show do Esporte, que levava para a TV mais de 10 horas de programação esportiva aos domingos. Nele, apresentava diversos tipos de eventos esportivos, desde jogos de sinuca, boxe, automobilismo, vôlei, basquete e demais esportes olímpicos.

Decerto, foi também o precursor nas transmissões da Fórmula Indy, a partir de 1985, da NBA e do futebol americano no Brasil. Portanto, na televisão, não teve maior.

Foto destaque: Reprodução/Band

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1232 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo