Justiça pede prisão de Villa, atacante do Boca Juniors

Por suma, a investigação de estupro que envolve o atacante colombiano do Boca Juniors, Sebastian Villa, ganha novos desdobramentos. A promotoria exigiu a prisão do jogador, sendo que elas alegaram ter provas do ato sexual. Por fim, a equipe argentina ainda não se manifestou.

Em síntese, o caso aconteceu em junho de 2021. Sendo uma investigação complexa de extrema importância, a ocorrência passará por análises mais profundas. O juiz, Javier Leandro, tem um prazo de até cinco dias para aceitar ou recusar o pedido. Por outro lado, a vítima quer que a justiça seja feito o mais rápido possível.

Segundo ela, o jogador do Boca Juniors estava embriagado e cometido assédio físico e sexual. A vítima chegou a alegar que o atleta poderia ter tido a intenção de a assassinar durante os momentos de violência.

 “Ele estava me dando tapinhas no rosto, quando de repente ficou violento, apertou minha mandíbula e minha nuca, me deu um tapa e disse “você gostou dos meus colegas.”. ” Ele começou a abusar de mim, batendo-me algumas vezes cobrindo minha boca com a mão. Foi o pior momento da minha vida”, afirmou a jovem.

A promotora concedeu uma entrevista falando sobre o papel como profissional e deu um alerta para casos como esse do jogador do Boca Juniors.

“O papel da Justiça, e em especial do Ministério Público, não é apenas processar os autores de crimes, mas também conscientizar, instruir e defender o fim de casos graves como esse”, destacou a promotora.

Villa vem sendo escalado no Boca Juniors

Decerto, o técnico do Boca JuniorsSebastian Battaglia, tem escalado regularmente o atacante Villa. Próximo desafio do Boca Juniors é neste domingo (12), contra o Central Córdoba, fora de casa, partida válida pela 2ª rodada da Copa da Liga Profissional. Por fim, Villa poderá ser preso em breve.

Foto destaque: Reprodução / Boca

Vítor Rizzatti
Vítor, 32 anos, natural de Criciúma-SC, apaixonado por esportes, especialmente por futebol. Já escrevi para alguns portais de Criciúma e região, e atualmente estou no portal 4oito de Criciúma. Tenho um blog que leva meu nome, Vítor Rizzatti e escrevo de um a dois posts por semana, abordando temas atuais no âmbito esportivo. Faço jornalismo digital na Uniasselvi e estou na 1 fase.