Goiás descarta artilheiro e pode contar com jogador do Fluminense para 2022

Antes de tudo, o Goiás tem como principal objetivo para a próxima temporada buscar reforços para poder disputar a Série A. Além disso, o time que conseguiu o acesso na última temporada não deve ser o mesmo em 2022. Por isso, a saída e a entrada de jogadores se tornará comum nessa pré-temporada.

ARTILHEIRO DO GOIÁS NA ULTIMA TEMPORADA NÃO DEVE RETORNAR

Primeiramente, um dos jogadores que não fará parte do elenco na próxima temporada é o artilheiro do Goiás na temporada. com 10 gols, Alef Manga. Segundo o jornalista Victor Pimenta, uma das peças que ajudou o Esmeraldino a garantir o acesso para a primeira divisão não retornará para uma nova temporada. Além de Manga, o zagueiro Reynaldo que tem propostas para deixar o Brasil. Assim, não deve fazer parte do elenco ano que vem.

Contudo, em entrevista concedida à Rádio Bandeirantes, o vice- presidente do Conselho Deliberativo do Goiás, Edmildo Pinheiro, falou sobre o jogador.

” Alef é um menino de 27 anos, já não é um jovem, um talento brilhante, porém a gente não sabe o que aconteceu durante a sua vida, que deu a ele esses desequilíbrios de relacionamento.”

Portanto, o vice-presidente refere-se à uma suposta desarmonia entre o jogador e o resto do elenco. Revelou também que o atleta não era bem visto pelos companheiros e, por conta de suas atitudes, que não foram aceitas pelos líderes do elenco, o jogador não conseguiu se entrosar.

JOGADOR DO FLUMINENSE PODE SER REFORÇO PARA 2022

Apesar disso, entre os jogadores que o Goiás pode contar para a próxima temporada está o nome de Caio Vinícius, jogador do Fluminense. Segundo o jornalista Jorge Nicola, o jogador deve ser continuar no clube, onde foi titular durante a conquista do acesso à Série A. Por isso, o jogador de 22 anos se juntará ao atacante Vinícius e o zagueiro Caetano na próxima temporada no Esmeraldino.

Foto destaque: Instagram Stories/Goiás E.C.

Jonas Miguel
Sou Jonas Miguel , graduando em Comunicação Social. O jornalismo esportivo sempre foi algo que admirei e trago como uma parte da minha vida pessoal e profissional.