Jorman Campuzano

O Athletico está perto de anunciar a contratação do volante colombiano Jorman Campuzano, de 25 anos. A princípio, o jogador pertence ao Boca Juniors e pode ser a maior contratação da história do Furacão. Dessa forma, a nova proposta é de 2,5 milhões de dólares (13,1 milhões de reais).

A princípio, o Rubro-Negro teve duas ofertas negadas pela diretoria do Boca. A primeira foi uma oferta de 1 milhão de dólares (5,33 milhões de reais) por 50% do passe do jogador e prontamente não foi aceita. Assim também aconteceu com a segunda proposta do time paranaense, que era de 1,7 milhão de dólares (9 milhões de reais), por 70% dos direitos do atleta.

Com as negativas da diretoria argentina, o Athletico dobrou sua primeira proposta para contar com volante no seu elenco. A expectativa é que o negócio seja fechado até o final de semana, segundo a TNT Sports. Assim, o jogador já demonstrou o interesse em se transferir para o Furacão e aguarda apenas a conclusão da negociação.

Campuzano foi titular do time xeneize até o final da última temporada. Porém, com a troca de campeonato, o jogador perdeu a vaga entre os titulares. Assim, começou apenas dois jogos como titular nas competições em que o Boca Juniors disputou. O camisa 21 está no time argentino desde 2019.

Antes de chegar ao atual clube, o volante teve passagens por Deportivo Pereira e Atlético Nacional, ambos da Colômbia. Assim também, o atleta tem apenas dois jogos pela seleção de seu país, sendo a primeira em 2018. A princípio, por conseguir jogar tanto de primeiro, quanto de segundo volante e ser um jogador novo, o Athletico acredita que este seja a peça para completar o elenco.

Além de Jorman Campuzano, Athletico segue de olho no mercado

O clube buscava uma opção no mercado pela falta de jogadores no elenco. A princípio, o time conta apenas com Christian, Erik e Richard para a posição. Além disso, o time já fez contratações para a zaga e para o ataque e segue de olho no mercado. A outra possibilidade é buscar outro centroavante no mercado, devido a lesão de Babi.

Foto destaque: Divulgação/Boca Juniors

Vitor Marques
Escolhi o jornalismo por querer trabalhar com esportes, especificamente com futebol e por gostar muito de televisão e formato de programas esportivos. Fiz uma websérie como produto do meu TCC, juntamente com meu grupo, contando a história da temporada de 2014 do Maringá Futebol Clube, neste ano o clube que disputava pela primeira vez a série A do campeonato estadual chegou ao vice-campeonato. Tenho um canal do YouTube com alguns amigos da faculdade para falar sobre futebol e já participei de alguns programas esportivos de rádios e é o que desejo fazer profissionalmente, trabalhar com esportes.